Busca

Vatican News
TOPSHOT-BRITAIN-EU-BREXIT-POLITICS-VOTE-POVERTY TOPSHOT-BRITAIN-EU-BREXIT-POLITICS-VOTE-POVERTY  (AFP)

Arcebispo de Dublin agradece iniciativas de agências da arquidiocese pelos mais vulneráveis

Bancos de Alimentos, estruturas para acolher os sem-teto, uma linha de assistência que cuida de idosos que necessitam de um contato diário e níveis mais elevados de apoio. Estas são algumas da iniciativas de agências da Arquidiocese de Dublin em favor dos mais vulneráveis, durante a pandemia de coronavírus

Vatican News

O arcebispo da capital irlandesa, Dom Diarmuid Martin, fez um agradecimento especial ao trabalho desenvolvido pela Crosscare e Accord Dublin, as duas principais agências da Arquidiocese de Dublin, que neste período específico de crise devido à propagação da pandemia de coronavírus, continuam a se ocupar dos mais vulneráveis, adaptando suas ações às atuais circunstâncias. Entre os principais serviços oferecidos pelas agências, está a assistência aos sem-teto, suporte emergencial de alimentos e consultoria on-line.

"Estou extremamente orgulhoso da maneira como a equipe do Crosscare respondeu à crise”, afirmou seu diretor, Conor Hickey, observando que desde o início foram estabelecidas prioridades e os recursos focados na manutenção dos principais serviços. 

“Um bom planejamento de contingência e uma comunicação regular com todos os funcionários e voluntários, fizeram com que a equipe permanecesse unida e que o moral elevado, o que é necessário nessas circunstâncias difíceis".

Para os sem-teto, por exemplo, a estrutura residencial para os jovens permanece aberta e opera normalmente, em linha com as disposições de emergência. “Estamos trabalhando em estreita colaboração com o Dublin Regional Homeless Executive e outras entidades governamentais, autoridades locais e colegas de outras organizações semelhantes para garantir que as necessidades de nossos usuários sejam atendidas e que nossa equipe seja mantida em segurança”, explica Conor Hickey. 

“Também estamos assumindo o gerenciamento de uma estrutura com mais cem camas no centro da cidade, uma estrutura projetada para hospedar pessoas vulneráveis provenientes dos estruturas para os sem-teto, já superlotadas, que não têm mais espaço”.

Permanecem também abertos os Bancos de Alimentos que apoiam os mais necessitados, com o fornecimento de alimentos e refeições que também são entregues às famílias em dificuldade. Além disso, graças à colaboração com a instituição de beneficência Alone, foi criada uma linha de assistência que cuida de idosos que necessitam de um contato diário e níveis mais elevados de apoio.

Por sua vez, o Accord Dublin também anunciou uma nova linha de assistência para pessoas que têm problemas de relacionamento, exacerbados pelo período de isolamento vivido também na Irlanda.

14 abril 2020, 08:20