Busca

Vatican News

Índia: apelo do cardeal Gracias pela cremação dos mortos de Covid-19

A medida defendida pelo purpurado indiano é para evitar a contaminação das fontes de água e lençol freático com o Covid-19.

Vatican News

Em mensagem em vídeo, enviada em 2 de abril, o cardeal Oswald Gracias, presidente da Conferência Episcopal Indiana, lançou um apelo aos sacerdotes e fiéis da Arquidiocese de Bombaim, para que os corpos das vítimas de Covid-19 sejam cremados, evitando assim o risco de uma propagação do vírus pelo lençol freático e fontes de água. O pedido está em linha com as instruções da Brihanmumbai Municipal Corporation (BMC), que pedem que os corpos das vítimas cristãs do Covid-19 sejam cremados.

Ouça e compartilhe!

"De acordo com a diretiva do cardeal, os cristãos deveriam cremar os corpos das vítimas de Covid-19, mas caso alguém quiser um sepultamento no chão, deveria seguir as instruções do BMC no local que foi estabelecido", disse à UCA News o padre Nigel Barrett, porta-voz da Arquidiocese, acrescentando que os pastores também deveriam assegurar que não mais de cinco pessoas participem dos funerais.

O purpurado - continua o padre Barrett - aconselhou as pessoas a observarem rigorosamente as restrições estabelecidas pelo governo, como respeitar a distância social e lavar continuamente as mãos com sabão, para limitar a propagação da pandemia.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) – refere a UCA News - com o sepultamento das vítimas de Covid-19 no solo, existe o risco de uma maior disseminação do vírus pelas fontes de água. Enquanto que com a cremação a altas temperaturas, é possível matar o vírus e evitar o risco de propagação.

Por esse motivo, o comissário da cidade de Mumbai emitiu a diretiva, baseado na Lei de Doenças Epidêmicas de 1897, para a cremação de todas as vítimas de coronavírus. No entanto, tal diretiva foi retirada devido à objeção do ministro das minorias de Maharashtra, Nawab Malik.

Pouco tempo depois, foi emitida uma nova ordenança, onde fica estabelecido que as sepulturas devem ser feitas em áreas de grandes dimensões, para impedir a propagação do vírus nas cercanias.

Em 7 de abril, segundo dados da Universidade Johns Hopkins, a Índia registrou 4.778 casos de Covid-19 e 136 mortes.

07 abril 2020, 07:22