Busca

Vatican News
David J. Malloy, da Diocese de Rockford, fez referência ao pedido do Papa Francisco feito no Angelus de 29 de março por um cessar-fogo global David J. Malloy, da Diocese de Rockford, fez referência ao pedido do Papa Francisco feito no Angelus de 29 de março por um cessar-fogo global  (AFP or licensors)

EUA: bispo pede o fim dos conflitos em todo o mundo: que combatentes reconheçam sua frágil e comum humanidade

“Mais de um bilhão de pessoas em nosso planeta vive sem acesso a necessidades básicas. E mais de 70 milhões de pessoas deslocadas, que vivem em meio a conflitos violentos e perseguições". Nesse contexto, "a atual pandemia global de saúde e a crise econômica que se seguirá, agravarão ainda mais esses terríveis sofrimentos", reitera o presidente do Comitê de Justiça e Paz da Conferência Episcopal dos Estados Unidos (USDCB).

Vatican News

Colocar fim aos conflitos e às hostilidades e garantir um maior acesso às ajudas humanitárias, dado o atual contexto de pandemia de Covid-19. Esse é o apelo lançado pelo bispo David J. Malloy, da Diocese de Rockford e presidente do Comitê de Justiça e Paz da Conferência Episcopal dos Estados Unidos (USDCB).

Ouça e compartilhe!

Em nota divulgada no site dos bispos, o prelado faz referência ao Angelus do Papa Francisco de 29 de março, no qual o Pontífice "pediu um cessar-fogo global de todas as hostilidades" e o fortalecimento "dos laços fraternos, como uma única família humana, em busca de uma paz duradoura”.

 

“Mais de um bilhão de pessoas em nosso planeta - escreve o arcebispo Malloy - vive sem acesso a necessidades básicas. E mais de 70 milhões de pessoas deslocadas, que vivem em meio a conflitos violentos e perseguições".  Nesse contexto, "a atual pandemia global de saúde e a crise econômica que se seguirá, agravarão ainda mais esses terríveis sofrimentos", reitera o prelado.

Como presidente da Comissão Episcopal de Justiça e Paz, portanto, o bispo de Rockford une sua voz à do Pontífice e reza para que "a graça de Deus abra os corações dos combatentes em todo o mundo, para que se deem conta da sua frágil e comum humanidade, e permitam o fim das hostilidades".

Ao mesmo tempo, o prelado pede a criação e o fortalecimento dos "corredores de assistência humanitária, para permitir que os esforços de socorro cheguem àqueles que mais precisam". "Que Deus - é a invocação final do prelado estadunidense – possa usar também as dificuldades deste momento para trazer paz e solidariedade ao mundo".

Cancelada Assembleia Plenária de junho

 

E devido à emergência do coronavírus, a USCCB decidiu cancelar sua próxima Assembleia Plenária da primavera, prevista para os dias 10 e 12 de junho em Detroit. Ao anunciar a decisão, o arcebispo de Los Angeles e presidente do episcopado, Dom José H. Gomez, falou de uma escolha difícil, mas necessária, “especialmente levando em consideração a saúde e a segurança de centenas de bispos, observadores, convidados, voluntários, operadores de mídia" envolvidos no evento.

"Trata-se - explica uma nota da USCCB – do primeiro cancelamento de uma plenária na história da Conferência Episcopal dos EUA. De qualquer forma, o estatuto prevê a convocação de uma Assembleia pelo menos uma vez por ano. Nesta ótica, a reunião geral de outono, programada para se realizar dos dias 16 a 19 de novembro em Baltimore, atende a esse requisito."

09 abril 2020, 17:40