Busca

Vatican News
Também os sacerdotes Burgos, alguns dias atrás, criaram um "fundo de solidariedade" para contribuir a aliviar a crise econômica gerada pela pandemia de Covid-19 Também os sacerdotes Burgos, alguns dias atrás, criaram um "fundo de solidariedade" para contribuir a aliviar a crise econômica gerada pela pandemia de Covid-19  (ANSA)

Padres galegos doam parte do salário à Caritas

No início de abril, os bispos espanhóis haviam lançado um apelo à solidariedade, pedindo doações para a campanha "Todo gesto conta", lançado pela Caritas Ibérica neste momento de emergência.

Vatican News

Nasceu dos sacerdotes da Galícia, Espanha, a iniciativa de doar parte de seu salário à Caritas, como resposta à crise gerada pela propagação da pandemia de Covid-19.

Ouça e compartilhe!

Os bispos da Província Eclesiástica de Santiago consideraram ser uma excelente proposta, que será realizada com o lema "Sempre juntos", como gesto de fraternidade sacerdotal e caridade antes da Quinta-feira Santa, lê-se no site da Arquidiocese de Santiago de Compostela.

O arcebispo de Santiago, Dom Julián Barrio, enviou uma carta ao clero diocesano, indicando o caminho a seguir e observando que "cada sacerdote e diácono poderá dar sua contribuição de acordo com suas possibilidades".

 

Cada diocese da Província Eclesiástica colocará a proposta, portanto, de diferentes maneiras, com o objetivo comum de apoiar financeiramente a Caritas no atendimento aos mais necessitados.

Os sacerdotes galegos se unirão desta forma a outras propostas, como a do bispo de Jaén, Dom Amadeo Rodríguez Magro, que convidou os padres a seguirem seu exemplo, ou seja, o de doar um mês de salário à Caritas para ajudar os mais pobres e carentes.

Também os sacerdotes de Burgos, alguns dias atrás, criaram um "fundo de solidariedade" para contribuir para aliviar a crise econômica gerada pela pandemia de Covid-19, renunciando voluntariamente a parte de seu salário mensal, destinando-o à Caritas diocesana.

A Espanha é o segundo país com maior número de contagiados com o Covi-19. Até o início da tarde desta quinta-feira, os infectados eram 152.446 e os mortos 15.238.

09 abril 2020, 15:16