Busca

Vatican News
Jovens Universitários Jesuítas Jovens Universitários Jesuítas 

Covid-19: centro universitário jesuíta propõe uma Via Sacra digital

Jovens animadores do Centro de Reflexão e Encontro Universitário Inácio de Loyola, no Porto, explicam como foi importante para eles, em tempo de pandemia, produzir um conteúdo digital sobre os últimos momentos da vida terrena de Jesus. Em www.creu-20-21.com/via-sacra.

Rui Saraiva

Em plena crise do novo coronavírus, um grupo de jovens animadores do CREU-IL, Centro de Reflexão e Encontro Universitário Inácio de Loyola, no Porto, decidiu propor a vivência das últimas e dolorosas horas da vida terrena de Jesus num formato digital. Esta proposta de Via Sacra está disponível em www.creu-20-21.com/via-sacra.

Ouça e compartilhe!

Através de um percurso meditativo, com a ajuda de música, narração áudio e de algumas imagens e vídeos, esta Via Sacra digital procura dar luz à nossa vida quotidiana. E “a Luz é obviamente Jesus”.

Estes jovens universitários propõem esta Via Sacra digital como uma oração dizendo: “Rezemos para que a cruz de Cristo seja mais que um instrumento de morte, um sinal de Vida”.  

Pedimos um depoimento a alguns destes jovens sobre o significado deste trabalho de produção de um conteúdo digital sobre a Via Sacra.

David Cruz lembra o sentido de comunidade de uma proposta como esta e revela como preparar uma experiência do caminho que Jesus percorreu é uma oportunidade gratificante.

Para Maria Saraiva esta Via Sacra digital foi pensada para estarem próximos das pessoas que estão em casa devido às medidas de proteção do coronavírus e, assim, aproximá-las de Jesus.

António Rosa afirma que foi desafiante produzir este conteúdo e salienta que foi necessário usar de criatividade para conseguir superar o isolamento físico, não perdendo a intimidade da mensagem cristã.

Construir esta Via Sacra foi para Catarina Rocha Leite um grande desafio que permitiu passar a grande mensagem de Cristo por meios digitais.

João Guerra sublinha o desafio de proporcionar através dos meios digitais um momento que geralmente é vivido em comunidade e sem qualquer tipo de limitação em termos de proximidade física.

Para Maria Figueiredo participar nesta Via Sacra digital foi poder fazer crescer a sua relação com Deus dando continuidade à missão de animadora que tem vindo a desenvolver.

Rosário Tormenta sublinha que a Via Sacra que ajudou a produzir foi feita com o objetivo de levar Jesus à casa de cada um, em tempo de Quaresma e de pandemia.

Para viver em casa este momento importante da Via Sacra, estes jovens animadores universitários portugueses da Companhia de Jesus, sugerem algumas atitudes, como por exemplo, a escolha de um "lugar" da casa onde se esteja "bem e em silêncio" e a companhia de um bloco de notas e de uma caneta para escrever eventuais inquietações. Propõem também que esta Via Sacra possa ser vivida em família.

Laudetur Iesus Christus

08 abril 2020, 14:16