Busca

Vatican News
Pobres e moradores de rua devem receber apoio em abrigos da solidariedade Pobres e moradores de rua devem receber apoio em abrigos da solidariedade 

Covid-19: Igreja do Brasil oferece espaços para abrigar hospitais de campanha

Templos de oração, casas de retiro, universidades, centros esportivos, áreas ao livre: a Igreja católica está mobilizada junto aos governos municipais e iniciativa privada para ajudar os afetados pela crise do coronavírus no Brasil, sejam eles doentes, profissionais da saúde ou moradores de rua, por exemplo. “A força da solidariedade vai vencer a pandemia”, disse o presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo.

Andressa Collet – Cidade do Vaticano

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) tem divulgado a atuação das arquidioceses do país para enfrentar a pandemia do Covid-19. As iniciativas de solidariedade para ajudar os mais afetados com a crise vão de encontro à caridade, um dos quatro pilares das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora (2019-2023).

O presidente da Comissão para a Ação Sociotransformadora da CNBB, dom José Valdeci Santos Mendes, acredita que, neste tempo de Quaresma e da Campanha da Fraternidade 2020, a Igreja tem o compromisso de cuidar da vida diante da emergência do coronavírus: “somos chamados a ser samaritanos junto ao povo de rua, aos encarcerados, aos migrantes, aos ciganos, ao povo dos circos e a todos que precisam de nossa ajuda”, exortou o prelado.

Abrigos para moradores de rua em Maceió

A arquidiocese de Maceió/AL firmou uma parceria com a prefeitura e a Pastoral da Juventude para disponibilizar dois abrigos destinados aos moradores de rua: um deles será dirigido exclusivamente aos idosos e outro às crianças, adolescentes, jovens e adultos.

Hospital de campanha em Campinas

A arquidiocese de Campinas/SP está organizando um hospital de campanha, em parceria com a PUC e o Hospital da PUC. O espaço ao ar livre vai contar com uma tenda para a triagem de pessoas com sintomas suspeitos de Covid-19. O vigário geral da arquidiocese, monsenhor José Eduardo Meschiatti, afirma que devem promover “formação adequada e capacitação de voluntários” para erguer o hospital “com a ajuda da iniciativa privada”.

Mosteiro acolhe profissionais da saúde em Indaiatuba

A Casa de Retiros Mosteiro de Itaici, em Indaiatuba/SP, já está de portas abertas para acolher profissionais da saúde que estão trabalhando no combate ao Covid-19. Ao todo, são 117 dormitórios colocados à disposição. A medida atende aqueles que não podem voltar pra casa, seja por trabalhar longe da residência, seja para evitar a disseminação do vírus.

O diretor do Mosteiro, Pe. Adilson Silva, explica que “muitos profissionais têm pais idosos, filhos pequenos ou mulheres grávidas e, apesar de estarem na linha de frente, temem por suas famílias. Não há hotéis ou pousadas para se hospedarem e muitos têm ficado na casa de amigos ou em apartamentos compartilhados com outros trabalhadores. O espaço é para que possam descansar entre um turno e outro e também para acolher os profissionais sob suspeita de contágio e que aguardam a confirmação dos resultados de análises clínicas”.

Templos de Acolhida em Minas Gerais

O arcebispo de Belo Horizonte/MG e presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo, ofereceu os templos da Igreja para serem hospitais de campanha e pontos de referência e amparo a idosos, doentes e pessoas pobres. A arquidiocese batizou a iniciativa de “Templos de Acolhida”, já que envolve espaços na própria capital mineira e em outros 27 municípios da região metropolitana. Além das igrejas, foram disponibilizados outros locais como, por exemplo, o Centro Olímpico da PUC Minas e a Catedral Cristo Rei, em construção, mas com uma parte da infraestrutura já edificada. Em carta dirigida aos fiéis, o presidente da CNBB ressaltou a importância da doação ao próximo, especialmente neste momento de crise sanitária: “a força da solidariedade vai vencer a pandemia”.

Fonte: CNBB

04 abril 2020, 09:00