Busca

Vatican News
Dos países árabes do Oriente Médio, o Iraque é o mais afetado pelo Covid-19. Os números oficiais são controversos e segundo fontes médicas independentes, os números seriam muito maiores do que os revelados. Dos países árabes do Oriente Médio, o Iraque é o mais afetado pelo Covid-19. Os números oficiais são controversos e segundo fontes médicas independentes, os números seriam muito maiores do que os revelados.  (AFP or licensors)

Sacerdotes de Bagdá doam salário a pessoas atingidas pelo Covid-19

A contribuição dos sacerdotes de Bagdá no valor de cerca de 25 milhões de dinares iraquianos soma-se aos 90 mil dólares já alocados pelo Patriarcado caldeu.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

Um sinal concreto de proximidade com os atingidos pela pandemia de coronavírus no Iraque. Os párocos de Bagdá decidiram doar seus salários para apoiar a população durante a emergência. A decisão foi tomada na quinta-feira, ao final da reunião convocada na capital iraquiana pelo patriarca de Babilônia dos Caldeus , cardeal Louis Raphael Sako, da qual também participaram os bispos auxiliares Shemon Warduni e Basilio Yaldo.

A contribuição dos sacerdotes de Bagdá no valor de cerca de 25 milhões de dinares iraquianos soma-se aos 90 mil dólares já alocados pelo Patriarcado caldeu. Durante a reunião, também foi avaliada a situação das medidas adotadas pela Igreja e, em conformidade com o que foi decidido pelas autoridades iraquianas, foi reiterada a necessidade de evitar nas paróquias a realização de atividades em grupo, como o catecismo. Nesse sentido, foi sugerido um uso ainda mais amplo da web e das mídias sociais para manter vivo o contato com os fiéis.

O patriarca Sako também confirmou o compromisso e a proximidade da Igreja com as famílias mais pobres e necessitadas, fazendo votos que nesta situação todos os iraquianos deixem de lado as divisões e interesses pessoais e que, com a ajuda de Deus, essa crise passe rapidamente e a vida volte ao normal.

Dos países árabes do Oriente Médio, o Iraque é o mais afetado pelo Covid-19, com 1708 casos positivos e 86 mortes. 1171 pessoas se recuperaram. No entanto, os números oficiais são controversos. Segundo fontes médicas independentes, os números seriam muito maiores.

Quadro da artista Duaa Manshed, exposto em Basra
Quadro da artista Duaa Manshed, exposto em Basra
24 abril 2020, 23:19