Busca

Vatican News
Na Terra Santa, a epidemia de coronavírus obrigou o frechamento de alguns locais de culto Na Terra Santa, a epidemia de coronavírus obrigou o frechamento de alguns locais de culto  (AFP or licensors)

Terra Santa: estamos rezando para voltarmos à normalidade

Diretamente de Nazaré, o guardião e reitor do Santuário-Basílica da Anunciação, Fr. Bruno Varriano, fala da situação na Terra Santa após o fechamento de locais de culto e a proibição da entrada de peregrinos oriundos de países da Europa.

Vatican News

“Nós continuamos nossa missão. De modo especial, estamos rezando, estamos aqui na casa de Nossa Senhora unidos em oração. Os religiosos que vivem aqui em Nazaré, os frades menores, nós franciscanos que somos os custódios, os guardiões desses lugares, também as religiosas que moram aqui em Nazaré, as comunidades, como a Comunidade Canção Nova, a Comunidade Shalom, nós estamos rezando para que possa passar essa epidemia de coronavírus, que encontrem o mais rápido possível a vacina para poder combater e para voltarmos à nossa normalidade de acolher os peregrinos.”

Palavras do Fr. Bruno Varriano, guardião e reitor do Santuário-Basílica da Anunciação de Nazaré.

O Ministério da Saúde da Palestina determinou o fechamento de escolas, mesquitas e igrejas por 14 dias, a fim de reduzir ao máximo a infecção pelo coronavírus. O Patriarcado Latino de Jerusalém divulgou na tarde de quinta-feira, 5, uma lista de “indicações práticas para esses dias”. 

Em depoimento ao Vatican News, Fr. Bruno comenta a situação na Terra Santa, depois que o governo israelense proibiu a entrada de cidadãos de vários países da Europa como forma de tentar conter a epidemia:

Ouça o testemunho do Fr. Bruno Varriano

 

07 março 2020, 13:08