Busca

Vatican News
Escola Raul Brasil em Suzano no ano passado Escola Raul Brasil em Suzano no ano passado  (AFP or licensors)

Massacre em Suzano, um ano. “Com justiça e paz a violência seja superada”, diz dom Stringhini

“Que a paz seja construída com o esforço de todos”, disse o Bispo de Mogi das Cruzes (SP), dom Pedro Luiz Stringhini, recordando a missa de um ano de falecimento das vítimas da tragédia, em Suzano, nesta sexta-feira.

Mariangela Jaguraba/Silvonei José - Cidade do Vaticano

Nesta sexta-feira (13/03), completa-se um ano do massacre perpetrado na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, Estado de São Paulo (SP).

Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25, ambos ex-alunos, invadiram a escola armados e mataram sete pessoas. Antes do ataque, num comércio próximo à escola, eles mataram o tio de um deles. Os dois jovens também morreram após o massacre. A escola está sendo reformada e será reaberta em abril próximo. 

O bispo de Mogi das Cruzes (SP), dom Pedro Luiz Stringhini, celebra nesta sexta-feira (13), às 19h30 locais, na Igreja Matriz da Paróquia São Sebastião, em Suzano, a missa de um ano de falecimento das pessoas que perderam a vida nessa tragédia.

“No dia do atentado, toda sociedade se uniu, se fez presente em solidariedade, e também a Igreja abrindo as portas da matriz para celebrar. Da mesma forma, depois de um ano, nós vamos relembrar esse fato e rezar, pedindo a Deus para que nunca mais aconteça tamanha tragédia”, disse o bispo ao Vatican News.

Ouça a entrevista
13 março 2020, 09:10