Busca

Vatican News

Solidariedade: paróquia na Índia produz e distribui máscaras gratuitamente

A busca desenfreada por máscaras levou os preços às alturas, além da escassez. Ao ver profissionais da saúde e policiais trabalhando sem proteção, um sacerdote do Estado de Kerala deciciu começar a costurar as máscaras e distribuí-las gratuitamente. A paróquia já tem material suficiente para costurar mais de 60.000 máscaras e 90 pessoas trabalham de graça 12 por dia para superar a crise. Mas de 30 mil já foram distribuídas.

Cidade do Vaticano

Uma paróquia no Estado de Kerala, no sul da Índia, começou a distribuir máscaras protetoras gratuitas, depois que o pânico provocado pelo coronavírus levou ao aumento dos preços e causou uma enorme escassez do produto no mercado.

Ouça e compartilhe!

Até agora, em Kerala, foram confirmados 24 casos de infectados com o Covid-19. As escolas até o ensino médio foram fechadas e o governo aconselhou as pessoas a não saírem de casa, exceto por necessidade, na tentativa de impedir a propagação do vírus. Também foi intensificada a busca por aqueles que entraram em contato com pessoas infectadas. O governo recomendou ainda que seja observada a distância de ao menos 1 metros dos outros, além do uso de máscaras protetoras ao sair de casa.

O anúncio acabou provocando pânico entre as pessoas, que correram para comprar as máscaras, fazendo com que seus preços disparassem e causando uma enorme escassez.

O padre Sebastian Karukapally, pároco da Igreja Latina Little Flower, em Pottakuzhy, no distrito de Ernakulam, Kerala se deparou com “policiais, motoristas e enfermeiros, entre outros, trabalhando em hospitais e em outros lugares vulneráveis, ​​sem máscaras protetoras, colocando assim suas vidas em risco".

“Discuti o problema com os paroquianos - disse o padre Karukapally à Agência UCA News - e decidi começar a costurar as máscaras e distribuí-las gratuitamente". Após a resposta positiva por parte dos fiéis, desde 11 de março, começamos a trabalhar com cinco máquinas de costura, convidando todos após a Missa de domingo a apoiar a missão.

"Foi incrível!, exclamou. No dia seguinte, o número de máquinas de costura aumentou para 35 e mais e mais voluntários de diferentes religiões se juntaram a nós e começaram a costurar máscaras gratuitamente".

Inicialmente, o objetivo era chegar a 20.000 máscaras, usando o dinheiro dos fundos e doações da paróquia, mas logo muitas pessoas começaram a participar da missão.

"Agora - explica Sereena John, presidente da paróquia de Pottakuzhy - costuramos e distribuímos mais de 30.000 máscaras e 17 paróquias da diocese latina aderiram à iniciativa, além de muitas dioceses do Estado". Esperamos que com isso, a escassez  de máscaras e os preços exorbitantes sejam apenas "coisa do passado".

A paróquia já tem material suficiente para costurar mais de 60.000 máscaras e 90 pessoas trabalham de graça 12 por dia para superar a crise. Chegam ao centro às 10 da manhã e trabalham até às 22 horas.

"Alguns - conclui o padre Karukapally - fornecem máquinas de costura, outros fornecem material para máscaras, outros oferecem serviços gratuitos e outros ainda fornecem alimentos e bebidas, tornando tudo um verdadeiro caso comunitário-familiar".

19 março 2020, 07:19