Busca

Vatican News

Hospitais cristãos na Índia colocam 60 mil leitos à disposição do governo

Somente a Associação Católica de Saúde da Índia conta com mais de 3.500 institutos e hospitais afiliados, com mais de 70 mil médicos e cinco faculdades onde os jovens estudam medicina ou ciências da enfermagem.

Vatican News

A mobilização das Igrejas contra a pandemia do coronavírus está se intensificando na Índia. Uma coalizão de hospitais cristãos colocou à disposição do governo mil estruturas com 60 mil leitos prontos para a emergência.

Ouça e compartilhe!

Na Índia, os casos confirmados de infecção aumentaram sete vezes em duas semanas, passando de cem para 735 em 27 de março, com 16 mortes. O governo de Narendra Modi decretou a quarentena em todo o país até pelo menos 15 de abril.

Em uma carta ao primeiro-ministro indiano, a Christian Coalition for Health ofereceu sua total colaboração com as autoridades para lidar com a emergência de saúde.

"Queremos fazer tudo o que pudermos junto com o governo para conter a propagação do contágio", declarou à Agência UCAN o padre George Kannanthanam, membro da Coalizão e secretário-geral da Catholic Health Association of India (Associação Católica de Saúde da Índia - CHAI), vasta rede de solidariedade formada por onze unidades regionais espalhadas por todo o país, com mais de 3.500 institutos e hospitais afiliados, com mais de 70 mil médicos e cinco faculdades onde os jovens estudam medicina ou ciências da enfermagem.

Os hospitais da Coalizão cristã, muitos dos quais localizados em áreas rurais, se organizaram para coordenar a assistência aos doentes e já estão colaborando com as autoridades de saúde locais em todo o país.

Para proteger seu quadro pessoal, que inclui mais de 50 mil enfermeiros e mais de mil religiosas médicas, estão sendo preparadas máscaras caseiras e roupas de proteção feitas com sacolas plásticas.

Até agora, todos os pacientes são tratados em hospitais públicos, mas as instalações cristãs estarão prontas para receber outros pacientes, caso as autoridades indianas o solicitarem.

28 março 2020, 11:31