Busca

Vatican News
Via Sacra na Cidade Velha de Jerusalém Via Sacra na Cidade Velha de Jerusalém  (AFP or licensors)

Novas diretrizes do Patriarcado Latino após fechamento dos lugares santos em Belém e Jericó

As novas diretrizes fornecidas pelo administrador apostólico do Patriarcado Latino, arcebispo Pierbattista Pizzaballa, são aplicadas a todas as paróquias, igrejas, capelas, casas religiosas e qualquer outro local de culto no território de Belém, Beit Jala, Beit Sahour e Jericó. "Incentivamos todos a rezar em casa, ler a Bíblia e continuar a jejuar, pedindo a Deus que tenha piedade de nós e nos perdoe.”

Após o decreto do Ministério da Saúde da Palestina, que determina o fechamento de escolas, mesquitas e igrejas por 14 dias, a fim de reduzir ao máximo a infecção pelo coronavírus, o Patriarcado Latino de Jerusalém divulgou na tarde desta quinta-feira, 5, uma lista de “indicações práticas para esses dias, algumas das quais já haviam sido fornecidas anteriormente. Tais indicações se aplicam a todas as paróquias, igrejas, capelas, casas religiosas e qualquer outro local de culto no território de Belém, Beit Jala, Beit Sahour e Jericó".  Todos os outros locais estão isentos dessas disposições.

Na nota, o arcebispo Pierbattista Pizzaballa, administrador apostólico do Patriarcado Latino, pede a todos os fiéis, sacerdotes, homens e mulheres, religiosos e religiosas da Região pastoral de Belém "senso de responsabilidade e colaboração com as autoridades e com aqueles que são responsáveis ​​pela saúde pública, para o bem de todos".

As indicações preveem, entre outras coisas, que "as igrejas permaneçam abertas apenas para a oração individual", enquanto que para as Missas, "elas podem ser celebradas, mas apenas para grupos de não mais de 15 pessoas, desde que na igreja haja distância suficiente entre pessoas (pelo menos um metro). Caso contrário, não pode haver celebrações."

Esta disposição é válida "também para domingo. Nesse caso, os fiéis estão isentos da obrigação da participação dominical".

Passam a vigorar restrições também para funerais, que "devem ser realizados em cemitérios, com o mínimo de pessoas possível, mas não em espaços fechados".

A Via Sacra "pode ​​ser realizada em praças ou espaços abertos, se o tempo for apropriado, caso contrário, deverá ficar restrita à celebração em família".

Todas as atividades eclesiais e pastorais, incluindo as relativas a "grupos de jovens, escoteiros e outros, estão canceladas".

As indicações dadas anteriormente permanecem em vigor, como segue: “A Comunhão é dada apenas na mão. Evitar dar o sinal de paz com as mãos ou qualquer outra forma de contato. Remover a água benta na entrada das igrejas e capelas." Por outro lado, Dom Pizzaballa recomenda que "seja distribuída nas casas para oração".

O administrador apostólico do Patriarcado Latino convida "todos os párocos a organizarem transmissões das Missas por meio do uso das mídias e de comunicar essa possibilidade aos seus paroquianos. O mesmo se aplica às atividades de catecismo e outras iniciativas semelhantes".

É deixada aos párocos a faculdade de "encontrar meios e formas para permitir que os fiéis recebam a Eucaristia, o Pão que nos dá força para a caminhada, como Missas ao ar livre ou outra forma, mas sempre respeitando as disposições do Ministério e com senso de responsabilidade. Incentivamos todos a rezar em casa, ler a Bíblia e continuar a jejuar, pedindo a Deus que tenha piedade de nós e nos perdoe.”

Convido - escreve Dom Pizzaballa - todas as comunidades para rezar por nossos irmãos que neste momento estão mais isolados. “A oração nos dá força. Sei que essas disposições não encontrarão o acordo de todos, mas convido todos a um senso de responsabilidade e unidade. A força que nos vem da Comunhão com Cristo Jesus - conclui - não cancela nossa responsabilidade pela proteção e o cuidado do meio ambiente".

(Agência Sir)

Photogallery

Imagens de Belém e Cidade Velha de Jeusalém
05 março 2020, 16:21