Busca

Vatican News

24 de março, um Dia para recordar os missionários mártires

“Convencidos de que cada um de nós é um trabalhador na vinha do Senhor, em 24 de março unamo-nos na oração e no jejum em memória das irmãs e dos irmãos que dando a própria vida continuam sendo ‘enamorados e vivos’.” Nos 40 anos do Martírio de dom Óscar Romero, os bispos de El Salvador tinham convocado um “Ano Jubilar dos Mártires” para celebrar os mártires nacionais: padre Rutilio Grande, dom Óscar Romero, e padre Cosme Spessotto

Cidade do Vaticano

24 de março – dia em que em 1980 foi assassinado o arcebispo de San Salvador, dom Óscar Romero – foi escolhido 28 anos atrás pelo então Movimento juvenil missionário das Pontifícias Obras Missionárias da Itália para celebrar anualmente o “Dia de oração e jejum em memória dos missionário mártires”.

Ouça a reportagem na íntegra e compartilhe

O arcebispo, assassinado quando celebrava a Missa, foi beatificado em 23 de maio de 2015 e canonizado pelo Papa Francisco em 14 de outubro de 2018. A Conferência Episcopal de El salvador, por ocasião dos 40 anos de seu Martírio, tinha convocado um “Ano Jubilar dos Mártires” para celebrar os mártires nacionais: padre Rutilio Grande, dom Óscar Romero, e padre Cosme Spessotto.

Dia de oração e jejum sem iniciativas públicas

Porém, a emergência coronavírus obrigou os bispos a suspender toda e qualquer celebração e aglomeração, como está acontecendo em numerosos países no mundo inteiro, razão pela qual o Dia de oração e jejum deste ano não terá iniciativas públicas.

O slogan do Dia de oração e jejum em memória dos missionários mártires 2020 é “Enamorados e vivos”, informa o secretário nacional de Missio Jovens, Giovanni Rocca.

Jardineiros do Reino

Trata-se de “uma mensagem que traz em si dois significados. O primeiro, na acepção qualitativa, descreve plenamente aqueles que ardentes de amor por Deus Pai e Suas criaturas investiram a totalidade de seu tempo para cuidar destes. Verdadeiros jardineiros do Reino. Tão apaixonados pelo Mundo quanto por quem o habita”.

“O segundo é um verdadeiro imperativo, a herança que os mártires receberam de nosso Senhor transmitindo-a a nós, hoje. Somente quem se enamora está disposto a abandonar o supérfluo para colher a essência da vida. Essa promessa não é somente esperança para o futuro, mas sobretudo garantia para o presente.”

Cada um de nós, um trabalhador na vinha do Senhor

Em seguida, um convite: “Convencidos de que cada um de nós é um trabalhador na vinha do Senhor, em 24 de março unamo-nos na oração e no jejum em memória das irmãs e dos irmãos que dando a própria vida continuam sendo ‘enamorados e vivos’”.

No site de Missio Itália encontram-se disponíveis vários subsídios que tinham sido preparados para aprofundar o tema deste Dia e propostas de iniciativas concretas de oração e solidariedade.

Eventos suspensos devido à emergência coronavírus

Seguindo as diretivas concretas do governo italiano, Missio jovens suspendeu os eventos programados, e propõe mediante seus canais sociais – Facebook e Instragram – conteúdos e momentos de reflexão e debate para, mesmo assim, viver juntos este tempo.

(Fides)

23 março 2020, 11:51