Busca

Vatican News

Quaresma: orientações dos bispos filipinos para evitar difusão do coronavírus

Os bispos filipinos também autorizaram uma “oratio imperata”, isto é, uma oração pública, contra a difusão do coronavírus e pela cura dos contagiados. “A nossa caridade se expressa também na preocupação com a saúde de nossos irmãos e irmãs e, portanto, também através do cuidado e da prevenção do coronavírus”, diz dom Valles. A Igreja no país do sudeste asiático exorta os féis a olhar sempre e, em todo caso, para o significado profundo do tempo quaresmal

Cidade do Vaticano

A Conferência Episcopal das Filipinas (Cbcp) publicou um guia litúrgico para a Quaresma, com indicações específicas a fim de reduzir a transmissão do coronavírus.

Ouça e compartilhe!

Evitar maior contato físico

Em particular, lê-se no site web dos bispos filipinos, se sugere que, durante a Quarta-feira de Cinzas, que este ano cairá em 26 de fevereiro, as cinzas não sejam colocadas na fronte dos fiéis traçando o sinal da cruz, mas espalhadas à distância na cabeça, de modo a evitar maior contato do corpo. Essa prática “não é uma inovação, mas está de acordo com a antiga tradição da Igreja”, observa o presidente dos bispos filipinos, o arcebispo dom Romulo Valles.

“É dada uma sugestão também para a celebração da Paixão do Senhor na Sexta-feira Santa: nesse caso, a Conferência episcopal recomenda 'fortemente' os fiéis a 'abster-se' de beijar ou tocar a Cruz no ato de adoração; convida-se 'à genuflexão ou a um gesto profundo de inclinação'.”

Ao mesmo tempo, se recorda o que foi indicado nos meses passados, ou seja, que o sacramento da Eucaristia deve ser administrado “ordinariamente na mão” e não diretamente na boca, e que os fiéis devem evitar dar as mãos durante a oração do “Pai-Nosso”.

Caridade também no cuidado e prevenção do vírus

Os bispos filipinos também autorizaram uma “oratio imperata”, isto é, uma oração pública, contra a difusão do coronavírus e pela cura dos contagiados. “A nossa caridade se expressa também na preocupação com a saúde de nossos irmãos e irmãs e, portanto, também através do cuidado e da prevenção do coronavírus”, diz dom Valles.

Olhar sempre para o significado profundo da Quaresma

Ao mesmo tempo, a Igreja no país do sudeste asiático exorta os féis a não deixar-se distrair pelo medo do vírus, mas a olhar sempre e, em todo caso, para o significado profundo do tempo quaresmal.

Viver o tempo quaresmal como tempo de graça

“A coisa mais importante – ressalta o bispo auxiliar de Manila, dom Broderick, citado pela agência Eglise d’Asie – é a humildade e o arrependimento aos quais somos chamados” durante a Quaresma e isso “não deve se perder por causa da preocupação sobre como se realizarão os ritos litúrgicos”. “Não nos distraiamos com o coronavírus, mas vivamos o tempo quaresmal como um tempo de graça”, conclui o prelado.

Contágios em diminuição na China, um sinal de esperança

 

O coronavírus, do qual não resulta até o momento nenhuma transmissão local nas Filipinas, já fez um total de mais de 2 mil vítimas e causou mais de 75 mil infecções, sobretudo na China continental. Mas há um sinal de esperança: os contágios estão em diminuição. Os novos casos divulgados pela Comissão de saúde nacional chinesa estão em torno de 400 unidades, cifra nitidamente inferior aos mais de 1.700 de poucos dias atrás.

24 fevereiro 2020, 11:39