Busca

Vatican News
"O encontro dará máximo espaço ao diálogo e à escuta", enfatiza o  secretário-geral da Conferência Episcopal Italiana (CEI), monsenhor Stefano Russo "O encontro dará máximo espaço ao diálogo e à escuta", enfatiza o secretário-geral da Conferência Episcopal Italiana (CEI), monsenhor Stefano Russo 

Igrejas do Mediterrâneo em diálogo com Francisco em Bari

Abrir-se à humanidade, favorecer o diálogo e o debate e entregar um futuro melhor aos jovens. Estes são os temas que deverão guiar o encontro "Mediterrâneo, fronteira de paz", a ser realizado na cidade italiana de Bari, de 19 a 23 de fevereiro, reunindo os bispos católicos dos países do Mediterrâneo. Uma Santa Missa presidida pelo Papa Francisco concluirá o encontro.

Andrea Dammacco - Bari

"O encontro dará máximo espaço ao diálogo e à escuta". O secretário-geral da Conferência Episcopal Italiana (CEI), monsenhor Stefano Russo, sintetiza com essas palavras as intenções do encontro que terá início nesta quarta-feira em Bari, durante a qual todos os bispos dos países banhados pelo Mare nostrum discutirão o papel do "Mediterrâneo fronteira de paz". Um encontro que no domingo 23 de fevereiro verá no altar a presença do Papa Francisco na Missa de encerramento, retornando assim à capital da Apúlia após a visita de 2018.

Ouça e compartilhe!

O mar da fraternidade

 

Monsenhor Russo falou do evento durante a coletiva de imprensa de apresentação em Bari, ladeado pelo arcebispo da cidade, Dom Francesco Cacucci, assim como pelo presidente da região de Apúglia, Michele Emiliano, e o prefeito de Bari, Antonio Decaro.

O encontro será de fato uma espécie de Sínodo sobre os temas centrais do Mediterrâneo, mas sem intervenções preparadas. Como sugerem as palavras de mons. Russo, o esperado encontro não terá as características de uma conferência, mas será um verdadeiro debate, “que tem um estilo eclesial de escuta e diálogo mais que positivo. O título “Mediterrâneo fronteira de paz” ​​também indica que quem se encontra em Cristo experimenta a paz profunda".

Por outro lado, o debate entre os 58 bispos e patriarcas presentes em Bari será construído com base nos temas cada vez mais significativos da fraternidade e da paz. Conceitos que culminarão em um documento final "fruto dessa escuta e síntese dos trabalhos que nos dias de Bari - explica monsenhor Russo - tentaremos fazer com os bispos e que serão reunidos para torná-los uma palavra de paz".

Um encontro que deveria ser repetido

 

O grande significado do evento, tanto do ponto de vista midiático como político, é destacado pelo secretário-geral da CEI: “Só o fato de se realizar um encontro como esse, acredito que tenha um  significado que não é somente para a Igreja, mas é para toda a sociedade. Justamente pelo fato que se coloque no centro a paz, que é um tema de interesse universal".

 

Além disso - observa monsenhor Russo -, este encontro coloca no centro a escuta, e quem sabe, disso surja a ideia de fazer algo periodicamente ou, em qualquer caso, de continuar o caminho. Não podemos saber isso agora, mas esperamos que tenha continuidade". Uma abertura que chega no caminho de um percurso traçado pelo trabalho pastoral do Papa Francisco, que vê nos dias de Bari "a continuação de um caminho feito no diálogo entre as Igrejas e que esperamos que continue".

Novo anúncio do Shalom do Senhor

 

Há também Bari no encontro entre o Oriente e o Ocidente, no percurso de unidade e de fraternidade entre os países do Mediterrâneo. Como recordado pelo arcebispo de Bari, Dom Francesco Cacucci, o então prefeito de Florença, Giorgio La Pira, "descreveu o Mediterrâneo como um grande lago de Tiberíades", berço das civilizações, mas também palco de encontro. "Acredito assim que a maior mensagem que esse encontro possa dar é a da escuta recíproca", sublinhou o prelado.

"Não devemos sugerir o que dizer aos bispos, mas ouvi-los. Por outro lado, o grande tema da paz percorre a história da Salvação, porque o termo hebraico Shalom é nova justiça e reconciliação. Shalom também indica não somente a ausência de guerra, mas uma espécie de harmonia. Esse mar de paz e de harmonia hoje, corre o risco de ser um cemitério. Isso nos ajuda a compreender porque esse encontro é novamente um anúncio do Shalom do Senhor."

Lista dos participantes

 

Abaixo, em ordem alfabética, a lista de 58 participantes do encontro de reflexão e espiritualidade "Mediterrâneo fronteira de paz":

Dom ABBA Ephrem Yousif Mansoor, Arcebispo de Bagdá dos sírios

Rev.do AL-KABALAN Rami, Visitador Apostólico para os fiéis sírio-católicos que residem na Europa Ocidental

Dom ANTIBA Nicolas, Protosyncellus da Archieparquia de Damas dos Greco-Melquitas

Dom ANTONIAZZI Ilario, Arcebispo de Túnis

Dom AVELINE Jean Marc, Arcebispo de Marselha

Cardeal BAGNASCO Angelo, Arcebispo de Gênova, Presidente do Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE)

Cardeal BASSETTI Gualtiero, Arcebispo de Perugia-Città della Pieve, Presidente da Conferência Episcopal Italiana

Dom Batalha Youhanna Jihad, Arcebispo de Damas dos Sírios

Dom BIZZETI Paolo, Vigário Apostólico de Anatólia

Dom Dom BRAMBILLA Franco Giulio, Bispo de Novara

Dom Bressan Luigi, Bispo emérito de Trento

Dom BUGEJA George, Vigário Apostólico de Trípoli

Dom CACUCCI Francesco, Arcebispo de Bari-Bitonto

Dom CARRÉ Pierre-Marie, Arcebispo de Montpellier

Dom CATALÁ IBÁÑEZ Jesús Esteban, Bispo de Málaga

Dom CHAHDA Denys Antoine, Arcebispo de Aleppo dos sírios

Dom CROCIATA Mariano, Bispo de Latina-Terracina-Sezze-Priverno

Dom CVIKL Alojzij, arcebispo de Maribor

Cardeal CZERNY Michael, Subsecretário da Seção de Migrantes e Refugiados do Dicastério para o Serviço so Desenvolvimento Humano  Integral (Santa Sé)

Dom D. DESFARGE Paul, Arcebispo de Argel, Presidente da Conferência Episcopal Regional do Norte da África (C.E.R.N.A.)

Dom D. TORA Guerino, Bispo Auxiliar de Roma

Dom El-HAGE Moussa, Arcebispo de Haifa e Terra Santa dos Maronitas

Dom FRENDO George, Arcebispo de Tiranë-Durrës, Presidente da Conferência Episcopal da Albânia

Dom GALEA-CURMI Joseph, Bispo Auxiliar e Vigário Geral de Malta

Dom GALLAGHER Paul Richard, Secretário para as Relações com os Estados (Santa Sé)

Sua Beatitude GHABROYAN Grégoire Pierre XX, Patriarca da Cilícia dos Armênios

Dom GONZÁLEZ MONTES Adolfo, Bispo de Almeria

Dom FAHIM AWAD HANNA Botros, Bispo de Minya

Dom HOČEVAR Stanislav, Arcebispo de Belgrado

Cardeal HOLLERICH Jean-Claude, Arcebispo do Luxemburgo, Presidente da Comissão das Conferências Episcopais da União Europeia (COMECE)

Dom KHAIRALLAH Mounir, Bispo de Batrun dos maronitas

Dom LIPOVŠEK Stanislav, Bispo Emérito de Celje

Cardeal LÓPEZ ROMERO Cristóbal, Arcebispo de Rabat

Dom D. MANIAGO Claudio, Bispo de Castellaneta

Dom Marayati Boutros, Arcebispo de Aleppo dos Armênios

Dom Domini MEINI, Bispo de Fiesole

Dom Dom NAFFAH Joseph, Bispo da Cúria de Antioquia dos Maronitas

Cardeal OMELLA Y OMELLA Juan José, Arcebispo de Barcelona

Rev.do Ir. PATTON Francesco, Custódio da Terra Santa

Dom PERAGINE Giovanni, Administrador Apostólico do sul da Albânia

Dom PIZZABALLA Pierbattista, Administrador Apostólico "sede vacante" do Patriarcado Latino de Jerusalém

Dom POMPILI Domenico, bispo de Rieti

Cardeal PULJIĆ Vinko, Arcebispo de Vrhbosna, Presidente da Conferência Episcopal da Bósnia-Herzegovina

Dom PULJIELELimir, Arcebispo de Zadar, Presidente da Conferência Episcopal da Croácia

Dom RASPANTI Antonino, Bispo de Acireale

Dom D. REDAELLI Carlo Roberto Maria, Arcebispo de Gorizia

Dom Dom ROGIĆ Tomislav, Bispo de Sibenik

Dom ROSSOLATOS Sevastianos, Arcebispo de Athēnai, Presidente da Conferência dos Bispos Católicos da Grécia

Dom Stefano, Bispo Emérito de Fabriano-Matelica, Secretário Geral da Conferência Episcopal Italiana

Sua Beatitude Cardeal SAKO Louis Raphaël, Patriarca de Babilônia dos Caldeus

Cardeal SANDRI Leonardo, Prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais (Santa Sé)

Dom SCICLUNA Charles Jude, Arcebispo de Malta, Presidente da Conferência Episcopal de Malta

Sua Beatitude SEDRAK Ibrahim Isaac, Patriarca de Alexandria dos Coptas

Dom SPREAFICO Ambrogio, Bispo de Frosinone-Veroli-Ferentino

Dom STEFANOU Petros, Bispo de Syros, Milos e Santorini

Dom TIERRABLANCA GONZÁLEZ Rubén, Vigário Apostólico de Istambul

Dom YALDO Basel, Bispo auxiliar de Bagdá dos caldeus

Sua Beatitude YOUNAN Ignace Youssif III, Patriarca de Antioquia dos Sírios

Dom  ZORNOZA BOY Rafael, Bispo de Cádiz y Ceuta

18 fevereiro 2020, 15:05