Busca

Vatican News
Procissão do Fogo na Basílica do Santo Sepulcro, em Jerusalém Procissão do Fogo na Basílica do Santo Sepulcro, em Jerusalém 

2019, ano recorde nas peregrinações à Terra Santa

Os dados divulgados pelo Franciscan Pilgrim Office, e também divulgados no site do Patriarcado Latino de Jerusalém, são parciais e não levam em consideração as peregrinações realizadas à Terra Santa por peregrinos cristãos das Igrejas Ortodoxas e Orientais, nem o crescente número de batizados das comunidades evangélicas e pentecostais que a cada ano organizam seus encontros na terra de Jesus.

Cidade do Vaticano

Os dados recém divulgados pelo Franciscan Pilgrim Office, centro de apoio às peregrinações vinculado à Custódia da Terra Santa, confirmam que 2019 foi um ano recorde para o afluxo de peregrinos provenientes de todo o mundo, que visitaram os lugares sagrados da terra onde Jesus nasceu, morreu e ressuscitou.

Ouça e compartilhe

De acordo com os números apresentados, os peregrinos cristãos que de alguma forma se beneficiaram do apoio do Centro Franciscano de Peregrinos foram cerca de 630 mil, dos quais 98% eram católicos.

Os grupos organizados de peregrinos católicos registrados pelo Centro Franciscano foram 13 mil, aos quais se somam 3.590 grupos de peregrinos pertencentes a comunidades eclesiais evangélicas-protestantes.

Os países de origem das peregrinações assistidas pela rede franciscana em 2019 foram 115, sendo 35 europeus, 31 africanos, 23 americanos, 22 asiáticos e 4 da Oceania.

Considerando os peregrinos com base na nacionalidade, o grupo mais numeroso foi o italiano (80 mil presenças no ano recém concluído), seguido pelo grupo de peregrinos poloneses (62 mil) e por aquele de peregrinos espanhóis (35 mil).

Os dados divulgados pelo Franciscan Pilgrim Office, e também divulgados no site do Patriarcado Latino de Jerusalém, são parciais e não levam em consideração as peregrinações realizadas à Terra Santa por peregrinos cristãos das Igrejas Ortodoxas e Orientais, nem o crescente número de batizados das comunidades evangélicas e pentecostais que a cada ano organizam seus encontros  na terra de Jesus.

Segundo dados fornecidos pelo Ministério das Relações Exteriores de Israel, os turistas que entraram em Israel em 2019 foram de cerca de 4 milhões e 500 mil.

O aumento constante do fluxo de peregrinos e turistas à Terra Santa, registrado nos últimos anos, representa um dado objetivo de grande importância, principalmente se levarmos em conta os conflitos e convulsões sociais, sectárias e geopolíticas que continuam atormentando a região do Oriente Médio.

(GV -Agência Fides) 

13 janeiro 2020, 10:39