Busca

Vatican News
O encerramento do Jubileu especial foi celebrado em Lahore, em um encontro na presença de numerosos líderes cristãos e muçulmanos O encerramento do Jubileu especial foi celebrado em Lahore, em um encontro na presença de numerosos líderes cristãos e muçulmanos 

Encontro S. Francisco e o Sultão: celebrações dos 800 anos concluídas no Paquistão

O oitavo centenário do histórico encontro entre São Francisco de Assis e o Sultão Al -Kamil, ocorrido em 1219, foi celebrado com diversas iniciativas no Paquistão ao longo de 2019, país onde os cristãos são minoria.

Cidade do Vaticano

Com uma leitura conjunta de passagens da Bíblia Sagrada e do Alcorão, foi realizada nos dias passados a cerimônia de conclusão das celebrações dos 800 anos do encontro entre São Francisco de Assis e o sultão Al-Kamil, ocorrido em 1219. O oitavo centenário daquele histórico encontro teve grande eco no Paquistão ao longo de 2019.

Ouça e compartilhe

O encerramento do Jubileu especial foi celebrado em Lahore, em um encontro na presença de numerosos líderes cristãos e muçulmanos. Entre estes, como aprendido pela Agência Fides, o arcebispo Christophe Zakhia El-Kassis, núncio Apostólico no Paquistão, que enfatizou que "o encontro de São Francisco de Assis com o Sultão ocorreu em uma atmosfera de medo e perigo, mas aquele medo se transformou em diálogo que levou à paz e à amizade".

"Podemos aprender a promover a paz e a coexistência de São Francisco de Assis e do Sultão", acrescentou, prometendo "apoio à promoção da paz, da harmonia e da tolerância na sociedade" e transmitindo as saudações do Papa Francisco.

Dom Sebastian Francis Shaw -  arcebispo de Lahore e Presidente da Comissão Nacional de Diálogo Inter-Religioso e o Ecumenismo na Conferência Episcopal do Paquistão – completou o pensamento, acrescentando que "é necessário aceitar-se um ao outro na sociedade, como fizeram São Francisco de Assis e o Sultão Al-Kamil, para promover uma coexistência pacífica".

Entre as autoridades civis, Ijaz Alam Augustine, Ministro Provincial para os Direitos Humanos e as Minorias e Ministro do Diálogo Inter-Religioso de Punjab, que declarou ter "apreciado a significativa cerimônia", observando que "o governo promove a tolerância e a harmonia na sociedade e pretende continuar a desenvolver uma política de paz e harmonia inter-religiosa, a fim de promover o espírito de coexistência na sociedade".

Numerosos líderes religiosos muçulmanos e hinduístas participaram da cerimônia, assegurando seu esforço "em apoiar a causa da humanidade por uma sociedade próspera e harmoniosa no Paquistão, tendo presente a iniciativa de paz vivida séculos atrás por São Francisco de Assis e o Sultão".

Também participaram da cerimônia estudantes de diferentes escolas que apresentaram uma performance teatral inspirada na oração da paz de São Francisco de Assis e na passagem nacional paquistanesa "Is percham k saye talay eik hain – Somos um”. Os jovens da escola dos capuchinhos de Lahore apresentaram uma dramatização do encontro de São Francisco de Assis com o Sultão.

A cerimônia foi concluída com um compromisso solene de todos os presentes de serem "instrumentos e agentes de paz no Paquistão".

(PA - Agência Fides)

22 janeiro 2020, 07:18