Busca

Vatican News
Dom Américo Aguiar, bispo auxiliar de Lisboa Dom Américo Aguiar, bispo auxiliar de Lisboa  

JMJ 2022: preparação em bom ritmo um ano após o anúncio

Através de vídeo mensagem, D. Américo Aguiar, responsável executivo da JMJ, assinala a importância da peregrinação da Cruz e do Ícone para as comunidades.

Rui Saraiva - Porto

Um ano após termos sabido que a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de 2022 terá lugar em Portugal, o Comité Organizador Local lançou uma espécie de tiro de partida oficial, através de uma vídeo mensagem de um dos seus principais responsáveis: D. Américo Aguiar, responsável para a área logística e executiva.

Ouça e compartilhe

O bispo auxiliar de Lisboa regista a forte participação no concurso do logo e hino da JMJ 2022. Os vencedores serão anunciados no próximo mês de fevereiro. Logo e hino são “duas ferramentas fundamentais” para a imagem da JMJ – afirmou.

D. Américo Aguiar declarou que os portugueses serão capazes de fazer “a melhor Jornada Mundial da Juventude de sempre. É para isso que estamos a trabalhar” – revelou. 

Segundo o bispo auxiliar de Lisboa tudo entrará num ritmo mais elevado de organização a partir de dia 5 de abril, Domingo de Ramos, quando cerca de 300 jovens forem a Roma para receberem das mãos do Papa Francisco a Cruz e o Ícone da JMJ 2022.

Os símbolos da JMJ (Cruz e Ícone) iniciarão neste mês de abril uma grande peregrinação que passará pelos países africanos lusófonos, por Espanha, por todas as dioceses de Portugal e talvez mesmo por “comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo inteiro” – assinalou D. Américo Aguiar.

Para o responsável executivo da JMJ 2022 todos os portugueses estão convocados para este grande evento de juventude, mesmo os mais velhos. “Todos seremos poucos para acolher mais de um milhão de jovens” – afirmou.

Entretanto, esteve em Portugal o responsável pelo setor da juventude no Vaticano. Entrevistado pela Agência Ecclesia, o padre João Chagas recorda que Lisboa é “considerada uma das melhores cidades para viver” e tem a expectativa de uma grande participação de jovens nesta JMJ 2022.

O responsável pelo setor da juventude do Dicastério para os Leigos, Família e Vida, sublinha esperar uma grande participação da lusofonia na JMJ, em particular, do Brasil.

A JMJ 2022 tem constituídas sete equipas de trabalho, nas áreas da logística, do acolhimento, da parte financeira e da pastoral. Desenvolve-se agora um grande trabalho ao nível da captação de voluntariado, com jovens de vários países a manifestarem a sua disponibilidade.

Laudetur Iesus Christus 

29 janeiro 2020, 11:08