Busca

Vatican News

A realidade eclesial da Diocese de Rondonópolis-Guiratinga - MT

Ao apresentar-nos a sua diocese, Dom Juventino Kestering fala-nos, entre outros, de uma realidade bastante multicultural, oriunda dos povos indígenas, da migração baiana, mineira, cearense, potiguá, tocantinense, goiana, paulista e sulista de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, formando uma mistura de culturas, de raças, de costumes e até mesmo de expressões religiosas

Raimundo de Lima - Cidade do Vaticano

Amigo ouvinte, na edição de hoje deste nosso espaço de formação e aprofundamento trazemos a participação do bispo da Diocese de Rondonópolis-Guiratinga, dom Juventino Kestering, há vinte anos à frente desta Igreja particular do Mato Grosso.

Diocese formada por 13 grandes municípios, com 22 paróquias

Inicialmente, nosso entrevistado nos localiza geograficamente a sua diocese e nos diz quais são os traços amazônicos desta circunscrição eclesiástica de 53 mil quilômetros quadrados, estendendo-se pelo Pantanal mato-grossense, pelo cerrado e pela floresta amazônica.

Fala-nos também de uma realidade bastante multicultural, formada pela mistura de culturas, de raças, de costumes e até mesmo de expressões religiosas. Vamos ouvir (ouça na íntegra clicando acima).

07 janeiro 2020, 18:35