Busca

Vatican News
Bispos também estudam formas de renovar a formação do clero Bispos também estudam formas de renovar a formação do clero  (AFP or licensors)

Bispos panamenhos reunidos em Assembleia, para a Igreja responder aos desafios de hoje

O Vatican News conversou com Dom Manuel Ochogavía, bispo da diocese de Colón-Kuna Yala e secretário da Conferência Episcopal do Panamá, que explica as questões centrais que estão sendo abordadas na Assembleia Plenária dos bispos do Panamá, reunida de 6 a 10 de janeiro, e ver como a Igreja poderia responder aos desafios atuais da sociedade atual: entre eles, a reforma do CELAM, a criação do REEMAM e a revisão do protocolo a ser aplicado nos casos de abuso de menores.

Sofia Lobos - Cidade do Vaticano

Na segunda-feira, 6 de janeiro, os Bispos da Conferência Episcopal do Panamá (CEP) iniciaram sua Assembleia Plenária ordinária de número 211, que durará até sexta-feira, 10 de janeiro, com a participação, entre outros, do presidente do Conselho Episcopal Latino-americano (CELAM), Dom Miguel Cabrejos Vidarte e do núncio apostólico no Panamá, Dom Miroslaw Adamczyk, que enviou as saudações do Papa Francisco.

Reforma do CELAM e criação do REEMAM

 

Dom Manuel Ochogavía, bispo da diocese de Colón-Kuna Yala e secretário da Conferência Episcopal Panamenha, explicou ao Vatican News os temas centrais que estão sendo abordadas na Assembleia, para assim procurar responder, como Igreja, aos atuais desafios que a sociedade enfrenta hoje.

Bispos venezuelanos: duro golpe à institucionalidade do Estado

O prelado também destacou a renovação estrutural do CELAM ilustrada por Monsenhor Cabrejos, que compartilhou com os bispos panamenhos os pontos mais importantes da reforma interna deste organismo", que busca poder responder de forma concreta as realidades das Igrejas de nosso continente", assim como a criação da Rede Eclesial Ecológica Mesoamericana (REEMAM), que pretende articular o processo de pastoral em conjunto com outras iniciativas eclesiais que cuidam da casa comum em seu corredor biológico que interliga sete países: México, Honduras, Nicarágua, El Salvador, Guatemala, Costa Rica e Panamá.

Implementar o projeto CHARIS no Panamá

 

Por outro lado, os bispos trataram em como implementar no Panamá o projeto CHARIS (Catholic Charismatic Renewal International Service), um novo Serviço Internacional da Renovação Carismática Católica, muito desejado pelo Santo Padre e concretizado pelo Dicastério para os Leigos, o Família e Vida em dezembro de 2018.

Melhorar a formação do clero

 

Da mesma forma, Dom Ochogavía explica que foi analisado o acordo estabelecido pela Universidade Católica Santa María La Antigua com a Pontifícia Universidade Javeriana de Bogotá, com o objetivo de garantir os estudos acadêmicos do Seminário Maior de San José para a formação do clero neste país: "Isso nos dará a oportunidade de melhorar nesta área acadêmica os estudos dos futuros sacerdotes de nossa Igreja panamenha", acrescenta o prelado.

 Da mesma forma, os prelados deram continuidade à avaliação de "caminhar como Igreja em 2019", a partir de uma série de relatórios preparados por vários departamentos do Episcopado, partindo do grande evento da Jornada Mundial da Juventude sediada pelo país de 22 a 27 de janeiro: "2019 foi nosso ano forte e apresentou grandes desafios em nossa terra".

Luta aos abusos contra os menores

 

Outro momento fundamental da Assembleia foi a sessão dos bispos com o responsável da revisão do protocolo para a atenção ao tema do abuso contra menores na Igreja do Panamá e sua atualização de acordo com as diretrizes dadas pela Santa Sé: "um documento que estamos enriquecendo - explica Dom Ochogavía - com a experiência e o aprendizado, bem como com o grande magistério que o Papa está nos dando sobre esse problema que está afetando nossa Igreja e que daqui, do Panamá, queremos colocar as linhas que nos permitam agir e proporcionar ambientes onde crianças e jovens se sintam protegidos"

09 janeiro 2020, 14:22