Busca

Vatican News
“A realidade da fome é difícil para quem a vive, mas a missão da Igreja é a de dar esperança às pessoas - comenta o presidente da Caritas e o bispo de Quilmes, Dom Carlos Tissera" “A realidade da fome é difícil para quem a vive, mas a missão da Igreja é a de dar esperança às pessoas - comenta o presidente da Caritas e o bispo de Quilmes, Dom Carlos Tissera"  (AFP or licensors)

Em um mês, Caritas Argentina distribui 810 toneladas de alimentos

Segundo estimativas, a pobreza atinge 40,8% da população argentina.

Cidade do Vaticano

A Caritas argentina divulgou na quinta-feira, 9, os resultados da extraordinária campanha de ajuda à população, iniciada no último semestre de 2019, para enfrentar a emergência social devido à persistente falta de trabalho e ao aumento da inflação.

Entre setembro e outubro do ano passado, foram distribuídas 810 toneladas de alimentos (cerca de 36 por dia), graças à colaboração com o Ministério da Saúde e Desenvolvimento Social, para um valor aproximado de 77 milhões de dólares, que ajudaram a alimentar a população pobre, que, segundo estimativas do país, seria de cerca de 40,8%.

“A realidade da fome é difícil para quem a vive, mas a missão da Igreja é a de dar esperança às pessoas - comenta o presidente da Caritas e o bispo de Quilmes, Dom Carlos Tissera - o problema não é somente de natureza estatística ou econômica, porque por trás dos números existem pessoas, com suas histórias de sofrimento, pobreza espiritual e material”.

O prelado também lançou um apelo ao governo para "colocar a dignidade humana no centro da discussão política, pensando no bem comum e colocando-se realmente a serviço de uma vida melhor e para todos".

10 janeiro 2020, 16:39