Busca

Vatican News
Indígenas durante a visita do Papa Francisco a Puerto Maldonado, no Peru Indígenas durante a visita do Papa Francisco a Puerto Maldonado, no Peru 

Igreja no Canadá: oração para proteção das línguas indígenas

No ano internacional dedicado pela ONU a esse tema, a Igreja canadense quer chamar a atenção para a importância de preservar e promover essas línguas em risco de extinção a fim de transmitir às comunidades católicas, das Primeiras Nações, uma fé realmente encarnada em suas culturas.

Cidade do Vaticano

Uma oração para invocar a proteção e a revitalização das línguas nativas na Igreja.

Esta é a proposta do Conselho Indigenista Católico Canadense para o próximo dia nacional de solidariedade aos povos indígenas, celebrado todos os anos, no Canadá, em 12 de dezembro, Festa de Nossa Senhora de Guadalupe, Padroeira das Américas.

No ano internacional dedicado pela ONU a esse tema, a Igreja canadense quer chamar a atenção para a importância de preservar e promover essas línguas em risco de extinção a fim de transmitir às comunidades católicas, das Primeiras Nações, uma fé realmente encarnada em suas culturas. “Todos nós queremos ouvir falar em nossa língua materna e também de nossa fé, para poder acolher  melhor a Palavra de Deus”, afirma o Conselho, lembrando que a própria Virgem de Guadalupe falou a San Juan Diego em sua língua materna.

Ouça a reportagem

“Muitos grandes missionários deram o exemplo, estudando as línguas e culturas dos povos nativos a fim de inculturar melhor o Evangelho em suas tradições. São João Paulo II, por ocasião de suas viagens apostólicas ao Canadá e aos Estados Unidos, exortou as Primeiras Nações americanas a proteger e manter suas culturas, línguas e valores. Um patrimônio rico danificado pelo colonialismo e colocado em risco ainda hoje pela convivência com outras culturas que tendem a marginalizá-las”, ressalta.

Daí a necessidade urgente de recuperar as línguas autóctones e transmiti-las às novas gerações a fim de restituir a esses povos o seu sentido de pertença, o respeito e a dignidade que lhes foram negadas no passado. Trata-se de um passo importante no processo de reconciliação com as Primeiras Nações, promovido pela Igreja no Canadá depois de séculos de humilhação, discriminação e até abuso infligido a esses povos.

 

03 dezembro 2019, 15:00