Busca

Vatican News

Igreja argentina celebrará 100 anos de nascimento do cardeal Pironio

Entre os eventos programados, um encontro sobre a herança espiritual deixada pelo purpurado argentino na Igreja latino-americana e universal. O purpurado foi secretário e, sucessivamente, presidente do Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) de 1968 a 1975. No ano seguinte foi chamado a Roma por Paulo VI para conduzir a Congregação para os Religiosos e Institutos Seculares e foi criado cardeal. Em 1984 foi nomeado presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, no qual organizou as primeiras Jornadas Mundiais da Juventude

Cidade do Vaticano

Seminários, conferências, missas comemorativas. São várias iniciativas programadas para 2020, na Argentina, para recordar o centenário de nascimento do cardeal Eduardo Francisco Pironio (1920-1998), uma das figuras mais eminentes da história eclesial latino-americana do Séc. XX, cujo processo de beatificação está em andamento.

Ouça e compartilhe!

Após as celebrações em 2018 pelo 20º aniversário da morte, ocorrida no Vaticano em 5 de fevereiro de 1998, vítima de um tumor ósseo, a Ação Católica argentina (Aca), que organiza as celebrações do centenário de nascimento deste grande pastor, anunciou vários eventos que terão início em 2 de fevereiro próximo com uma missa no Santuário mariano de Luján. A iniciativa é promovida juntamente com o Instituto nacional de pastoral juvenil Cardeal Eduardo Francisco Pironio.

Um dos idealizadores das Jornadas Mundiais da Juventude

No âmbito do IV Congresso Mariano Nacional, promovido de 23 a 26 de abril por ocasião do Ano Mariano convocado pela Conferência Episcopal Argentina para 2020, estão previstos dois encontros: um dedicado à relação entre aquele que foi um dos principais idealizadores das Jornadas Mundiais da Juventude com os jovens e outro sobre sua relação com Maria.

Pensamento teológico do cardeal Pironio

“Pironio e a Ação Católica” será o tema da próxima assembleia nacional da associação prevista para maio. Na Diocese de Mar de Plata, da qual foi bispo no início dos anos setenta, haverá um encontro dedicado à figura e a herança deixada pelo Servo de Deus na diocese. O encontro terá lugar em 31 de maio no âmbito do Sínodo diocesano. Em junho a Universidade Católica Argentina acolherá uma conferência  sobre seu pensamento teológico.

Herança espiritual deixada pelo purpurado

Entre os eventos programados, também um encontro em setembro sobre a herança espiritual deixada pelo purpurado argentino na Igreja latino-americana e universal. Filho de imigrados da região italiana do Friuli, depois bispo de Mar de Plata em 1972, Pironio foi secretário e, sucessivamente, presidente do Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) de 1968 a 1975.

Chamado a Roma pelo Papa Paulo VI

No ano seguinte foi chamado a Roma por Paulo VI para conduzir a Congregação para os Religiosos e Institutos Seculares e foi criado cardeal. Em 1984 foi nomeado presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, no qual organizou as primeiras Jornadas Mundiais da Juventude.

13 dezembro 2019, 18:32