Cerca

Vatican News
Papa João Paolo II durante visita pastoral a Loreto Papa João Paolo II durante visita pastoral a Loreto 

Processo de beatificação dos pais de São João Paulo II poderá ser aberto em breve

Durante a Assembleia Plenária dos bispos poloneses foi dado o consentimento para que seja solicitada à Santa Sé a autorização para o início da fase diocesana do processo de beatificação de Karol Wojtyla e Emilia Kaczorowska, pais de São João Paulo II.

Durante a 384ª sessão plenária do episcopado polonês realizada nos dias 8 e 9 de outubro, os bispos discutiram vários aspectos das celebrações do centésimo aniversário do nascimento de Karol Wojtyla, que será celebrado em 18 de maio de 2020.

A Arquidiocese de Cracóvia obteve assim, da parte Conferência Episcopal, o parecer favorável para dirigir-se à Santa Sé para o “nulla osta” à fase diocesana do processo de beatificação dos pais de João Paulo II, Karol Wojtyla e Emilia Kaczorowska.

Um bom exemplo para famílias modernas

 

"Não há a menor dúvida de que a espiritualidade do futuro Santo Pontífice tenha sido formada na família e graças à fé de seus pais", disse o cardeal Stanislaw Dziwisz, ex-secretário particular de João Paulo II.

O purpurado disse estar convencido de que "os pais do Papa polonês podem se tornar um valoroso exemplo para as famílias modernas" e recordou que o Papa Francisco, durante a cerimônia de canonização, deu a Wojtyla precisamente o título de "Papa das famílias".

Emilia Kaczorowska morreu quando o futuro Pontífice tinha apenas 9 anos de idade. O pai de Wojtyla, também chamado Karol, morreu em 1941, durante a Segunda Guerra Mundial.

O Papa patrono da reconciliação entre poloneses e ucranianos

 

Durante a plenária - relata a agência SIR - o episcopado polonês também apoiou a ideia de que João Paulo II seja proclamado o Patrono da reconciliação entre poloneses e ucranianos, em função de sua mediação após os terríveis crimes cometidos durante a última guerra mundial.

A "teologia do diálogo, da reconciliação e do perdão", promovida pelo Papa polonês "com base nos valores do evangelho", permitiu que ambos os povos "dessem passos importantes no caminho da compreensão mútua", concordam os bispos.

Os principais tópicos da Assembleia

 

Entre os outros pontos da agenda dos trabalhos, a aprovação das novas normas de formação para os padres "em conformidade com as mais recentes indicações da Santa Sé", o Mês Missionário Extraordinário, as próximas eleições de 13 de outubro e a luta contra os abusos na Igreja.

Com referência ao Motu Proprio "Vos estis lux mundi" do Papa Francisco, os bispos sublinharam a criação de uma Fundação, cujo objetivo é "ajudar as pessoas vítimas de abuso na comunidade eclesial".

Exortação dos bispos à participação das eleições de 13 de outubro

 

Em relação às eleições políticas marcadas para a Polônia no domingo, 13 de outubro, os bispos "enfatizam o dever moral de participar da votação", assumindo a Mensagem dirigida aos cidadãos poloneses há alguns dias pelo presidente da Conferência Episcopal, Dom Stanisław Gadecki.

11 outubro 2019, 16:20