Cerca

Vatican News
Igreja institucional não deu conta de acompanhar o crescimento da cidade, afirma o arcebispo de São Luís Igreja institucional não deu conta de acompanhar o crescimento da cidade, afirma o arcebispo de São Luís 

Dom Belisário: o desafio pastoral de acompanhar aumento populacional

O arcebispo de São Luís do Maranhão continua trazendo os desafios pastorais de sua arquidiocese. Reafirma-nos, diante de um crescimento populacional muito grande, o desafio de “acompanhar o nosso povo, os bairros que vão surgindo, bairros novos”, ressalta ele, considerando que especialmente na década de 80/90 a Igreja institucional não deu conta de acompanhar o crescimento vertiginoso da cidade, face a um inchaço urbano

Raimundo de Lima - Cidade do Vaticano

Amigo ouvinte, o quadro “Brasil na Missão Continental” de hoje dá continuidade à edição precedente, na qual nosso convidado destes dias, o arcebispo de São Luís do Maranhão, Dom José Belisário da Silva, O.F.M., trouxe-nos um pouco da realidade desta Igreja particular pertencente à chamada “Amazônia Legal”.

Desafios pastorais da Arquidiocese de São Luís do Maranhão

Apresentando-nos a realidade eclesial de sua arquidiocese Dom Belisário apontou-nos a dificuldade da Igreja local em acompanhar o crescimento populacional, particularmente num contexto de escassez de sacerdotes, destacando, no âmbito da formação, que o desafio hoje “é continuar formando bons padres, mas também o laicato.

Na edição de hoje nosso entrevistado continua nos trazendo os desafios pastorais em sua arquidiocese. Reafirma-nos, diante de um crescimento populacional muito grande, o desafio de “acompanhar o nosso povo, os bairros que vão surgindo, bairros novos”, ressalta ele, considerando que especialmente na década de 80/90 a Igreja institucional não deu conta de acompanhar o crescimento vertiginoso da cidade, face a um inchaço urbano.

 

Destaca também a questão social, vez que o Maranhão é um dos estados mais pobres dos estados brasileiros, onde “o nosso problema não é de injustiça social, mas de exclusão social”, afirma Dom Belisário.

Após observar tratar-se contudo de um estado aparentemente rico, onde, porém, os ganhos não são sociais, diz que as questões sociais e econômicas que o Brasil tem, ali são de certa forma agudizadas “porque o estado realmente é um estado socialmente muito problemático”, enfatiza. Vamos ouvir (ouça na íntegra clicando acima).

16 julho 2019, 14:39