Cerca

Vatican News
O primeiro ministro Khan reiterou o compromisso do governo em realizar todos os esforços possíveis para enfrentar os desafios vividos pelas comunidades das minorias religiosas no país. O primeiro ministro Khan reiterou o compromisso do governo em realizar todos os esforços possíveis para enfrentar os desafios vividos pelas comunidades das minorias religiosas no país.  (AFP or licensors)

Premier aos bispos paquistaneses: compromisso na defesa das minorias

Foi o primeiro encontro entre a Conferência Episcopal e o primeiro ministro Imran Khan, que demonstrou apreço pela contribuição da Igreja ao desenvolvimento do país. Na pauta do encontro, os desafios das minorias religiosas no país e a proteção do meio ambiente.

Cidade do Vaticano

“Nosso encontro com o primeiro ministro Imran Khan durou cerca de 30 minutos, durante os quais conversamos sobre as questões e as preocupações dos cristãos no Paquistão. Além disso, em nome da Conferência Episcopal e das sete Dioceses católicas - Karachi , Hyderabad, Multan, Faisalabad, Lahore, Islamabad-Rawalpindi e Quetta - oferecemos uma contribuição para a construção dos principais reservatórios de água do Paquistão".

Foi o que revelou à Agência Fides o bispo Benny Mario Travas, à frente da Diocese de Multan e secretário geral da Conferência Episcopal do Paquistão, após o encontro dos bispos com o primeiro-ministro Imran Khan, em seu escritório em Islamabad. Também estavam presentes o arcebispo de Lahore, Dom Sebastian Francis Shaw e  Indrias Rehmat, recém nomeado bispo de Faisalabad.

O apreço do governo pelo trabalho da Igreja

 

O encontro, realizado em 4 de julho, foi organizado graças à mobilização de Jamshed Thomas, membro cristão do Parlamento Federal.

O primeiro-ministro acolheu a delegação e expressou seu agradecimento pelas ações da Igreja no desenvolvimento do Paquistão. Ademais, Khan reiterou o compromisso do governo em realizar todos os esforços possíveis para enfrentar os desafios vividos pelas comunidades das minorias religiosas no país.

Contribuição da Igreja para a construção de 2 represas

 

De sua parte, o arcebispo Joseph Arshad, presidente da Conferência Episcopal, entregou ao primeiro-ministro um cheque de 5.650.000 rúpias paquistanesas (cerca de 32.470 euros) como fundo para ser empregado na construção das represas de Diamer-Bhasha e Mahmand.

Em novembro de 2018, os bispos decidiram arrecadar fundos para apoiar a iniciativa lançada pelo então presidente da Suprema Corte do Paquistão, Mian Saqib Nisar, que havia criado um fundo específico para as duas represas de Diamer-Basha e Mahmand.

A iniciativa era apoiada por Imran Khan que, quando se tornou primeiro-ministro, assumiu o compromisso de construir essas duas grandes bacias hidrográficas.

Encontro entre bispos paquistaneses e primeiro ministro Imran Khan
Encontro entre bispos paquistaneses e primeiro ministro Imran Khan

A generosidade dos fiéis

 

Dom Samson Shukardin OFM, que está à frente da comunidade da Diocese de Hyderabad, declarou à Agência Fides que "como bispos de todas as Dioceses do Paquistão, escrevemos cartas aos fiéis pedindo a eles que arrecadassem fundos para ajudar o governo do Paquistão nesta iniciativa de construção dos reservatórios de água. Oferecemos o que vem da generosidade dos fiéis".

Dom Shukardin, por sua vez, acrescentou que "todos os anos vemos os efeitos das mudanças climáticas e do forte aumento de calor durante o verão. Sofremos pela escassez de água e por outras crises a ela relacionadas. Nós, bispos, sentimos a necessidade de apoiar essa causa e tomamos a iniciativa, encorajando nossos sacerdotes e fiéis a contribuírem generosamente".

A luta contra o aquecimento global

 

O prelado explicou que “a Igreja já está a serviço do país, oferecendo educação de qualidade e saúde através de faculdades, escolas, hospitais, obras sociais. Nos últimos anos, também estamos contribuindo para a proteção do meio ambiente, para combater o aquecimento global,  para conscientizar nosso povo a usar a água de maneira responsável e de poupá-la".

"Cada diocese - conclui - trabalha para proteger o meio ambiente, em colaboração com os escritórios do governo nos respectivos territórios. Em todo o Paquistão, por meio da Caritas nacional, contribuímos para o plantio de mais de 10 milhões de árvores".

(Agência Fides)

05 julho 2019, 15:44