Busca

Vatican News
Iniciativa terá lugar em Roma, nos dias do Sínodo Pan-amazônico Iniciativa terá lugar em Roma, nos dias do Sínodo Pan-amazônico 

Sínodo: Tenda Casa Comum é apresentada em Roma

Pe. Jaime Carlos Patias, IMC, Conselheiro Geral dos Missionários da Consolata, apresentou a iniciativa à comunidade de religiosos/as de Roma, no Colégio Pio Brasileiro, sábado, 1º de junho. Na reportagem, ele nos conta todos os detalhes.

Cristiane Murray – Cidade do Vaticano

A Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM) em conjunto com diversas congregações religiosas, organismos e instituições, está preparando um espaço aberto e coletivo em Roma para realizar atividades de apoio e complementares ao Sínodo Pan-amazônico de outubro de 2019. O espaço deve se chamar ‘Tenda Casa Comum’ e foi inspirado na experiência da Tenda dos Mártires organizada na Conferência de Aparecida (2007) onde se realizaram momentos de oração, diálogos e encontros.

Em Roma, a ‘Tenda Casa Comum’ terá lugar nas imediações da Igreja de Santa Maria em Traspontina, (Via della Conciliazione, próximo à Praça São Pedro) em salas colocadas à disposição pelos padres Carmelitas responsáveis pela paróquia romana.

A Tenda não pretende ser um espaço alternativo, mas conectado ao Sínodo, que se realizará de 6 a 27 de outubro, para ajudar os padres sinodais a se manterem em sintonia com a realidade do território amazônico e com toda a reflexão sobre a missão na região.

Pe. Jaime Carlos Patias, IMC, Conselheiro Geral dos Missionários da Consolata, apresentou a iniciativa à comunidade de religiosos/as de Roma, no Colégio Pio Brasileiro, sábado, 1º de junho. Nesta reportagem, ele nos conta todos os detalhes.

Para ouvir e compartilhar:

“Em uma Tenda aberta e participativa todos oferecem o que têm para partilhar: aprendemos isto dos povos da Amazônia”

Haverá debates, vigílias e orações, rituais das aldeias, místicas, palestras, exposições fotográficas, apresentações de documentários e livros, partilha de materiais e projetos, testemunhos da missão no chão amazônico, entre outros.

É também um espaço para interagir com os Padres Sinodais e divulgar os “novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral. Eles deverão participar também de outros eventos acadêmicos, teológicos, pastorais nas Universidades como na Gregoriana, Salesiana e Antoniana. A ideia é levar a Amazônia até Roma, dar visibilidade aos gritos dos povos e da terra.

A construção da Tenda

Os trabalhos se concentraram em três prontos:

- Partilhar o que cada organização, congregação e instituição está planejando em termos de atividades por ocasião do Sínodo.
- Construir um calendário comum que permita identificar o que está sendo feito, para não se sobrepor.
- Coordenar atividades e iniciativas conjuntas conforme indica o próprio significado do Sínodo: caminhar juntos e em comunhão.

Amazonizar o mundo e a Igreja

Foi criada uma Secretaria Operacional da Tenda que conta com dois secretários: Irmão Antonio Soffientini (Comboniano) e Pe. Roberto Carrasco, OMI.

Conforme afirma a socióloga Marcia Oliveira da UFRR, o Sínodo representa uma oportunidade para “Amazonizar” o mundo. Precisamos “Amazonizar” também a Igreja, “Amazonizar” as nossas relações e atitudes diante de uma Igreja que deseja assumir um novo rosto e diante de um modelo de desenvolvimento predatório que precisa ser mudado para uma Ecologia Integral.

Instituições envolvidas com a Tenda:

REPAM
Cáritas Iternationalis
Cáritas Espanhola
MCMC – Movimento Católico Mundial do Clima -
CIDSE – Aliança Internacional das Agencias de Desenvolvimento por Justiça Global
Cúria Jesuíta Roma
ADVENIAT
MISEREOR
Secours Catholique
Manos Unidas
JPIC - Franciscanos
Missionários da Consolata
Missionários Combonianos
Missionários Capuchinos
Oblatos de Maria Imaculada
UISG – União Internacional das Superioras Gerais –
Rede TALITAKUM – contra o Tráfico de pessoas
RBR - Religios@s Brasleir@s em Roma
 

03 junho 2019, 13:27