Cerca

Vatican News
Santos Pedro e Paulo, Belozersk, sec. XIII Santos Pedro e Paulo, Belozersk, sec. XIII 

Santos Pedro e Paulo festejados em Antioquia por cristãos de diferentes Confissões

Na cidade de Antáquia - a antiga Antioquia nos Orontes, atualmente em território turco – católicos, ortodoxos, armênios apostólicos e evangélicos preparam-se para viver momentos intensos de comunhão por ocasião da iminente festa dos Santos Pedro e Paulo, celebrada em 29 junho.

Cidade do Vaticano

As celebrações da Solenidade dos Santos Pedro e Paulo na Turquia terão um forte caráter ecumênico. Segundo relatou o padre capuchinho Domenico Bertogli à Agência Fides, elas terão início na sexta-feira, 28 de junho, às 18 horas, com a liturgia eucarística na Igreja ortodoxa de Antáquia, celebrada na presença do arcebispo Paul Fitzpatrick Russell, núncio apostólico na Turquia, e do bispo Paolo Bizzeti, vigário apostólico de Anatólia.

Celebração ecumênica na "Gruta de Pedro"

 

No sábado 29 de junho, o centro das celebração será novamente a "Gruta de Pedro", uma antiga igreja rupestre no Monte Silpius, reaberta para visitas em 2015, após uma restauração que durou anos.

Ouça e compartilhe!

Às 10h, no jardim da gruta, as celebrações terão início na presença do núncio Russel, do bispo Bizzetti e do enviado do patriarca greco-ortodoxo de Antioquia.

Núncio preside a celebração à tarde

 

O programa da celebração ecumênica prevê a leitura em turco e árabe de passagens dos Evangelhos e do Livro dos Atos dos Apóstolos, acompanhadas por breves reflexões do Núncio Russell e do enviado patriarcal, intercaladas com orações e canções das diferentes comunidades.

A celebração também prevê a oração comum do Pai Nosso e da Ave Maria, a bênção concedida pelo bispo Bizzeti e a benção dos Pães, com o último cântico sendo entoado pelos ortodoxos.

Após a cerimônia, católicos e ortodoxos almoçarão juntos em um restaurante da cidade. À tarde, os católicos se reunirão no pátio da igreja católica de Antioquia para a solene Celebração Eucarística, presidida pelo Núncio Russell.

Igreja de São Pedro restaurada em 2015

 

A antiga igreja rupestre de São Pedro ainda preserva a fisionomia a ela conferida pelos Cruzados, quando conquistaram a antiga Antioquia em Orontes, em 1098. Mas os bizantinos já haviam transformado em capela o local onde se encontravam os primeiros batizados no tempo de perseguição, na cidade onde pela primeira vez os discípulos de Jesus foram chamados cristãos e onde São Pedro foi bispo, antes de vir para Roma.

A restauração concluída em 2015 pôs fim ao estado de abandono em que se encontrava a Gruta de Pedro, degradada também em função das desastrosas intervenções anteriores.

Excetuando o período decorrente entre 1068 e 1269, em que foi sede de um reino cristão fundado pelos cruzados, o Principado de Antioquia, tem continuado em poder dos muçulmanos. Hoje, a moderna Antáquia permanece sede de um Patriarcado das Igrejas Católica romana e Ortodoxa.

Nos últimos anos, Patriarcas e Bispos marcaram presença nas várias celebrações realizadas por ocasião da Solenidade dos Santos Pedro e Paulo.

(Agência Fides)

25 junho 2019, 12:00