Cerca

Vatican News
Questão da migração constitui um dos desafios para a África Ocidental Questão da migração constitui um dos desafios para a África Ocidental 

Bispos da África Ocidental: no centro da atenção, paz e migração

“Nossos bispos recordaram profeticamente e com veemência o compromisso fundamental de todos os atores da sociedade civil, religiosos e políticos, na construção e consolidação da paz em nossa sub-região para o desenvolvimento integral humano”, afirma o teólogo marfinense, Pe. Zagore.

Cidade do Vaticano

Paz e migração: esses foram os dois temas principais no centro da 3ª Assembleia Plenária dos Bispos da África Ocidental (RECOWA-CERAO), que acaba de se concluir em Uagadugu, capital de Burkina Fasso.

Ouça e compartilhe!

“De um lado a segurança, hoje mais do que nunca gravemente em risco em nossa sub-região; de outro o problema da migração ilegal juvenil”, explicou à agência missionária Fides o teólogo marfinense da Sociedade para as Missões Africanas, Pe. Donald Zagore, presente no encontro.

Instituição de um Comitê de mediação de alto nível

“Nossos bispos recordaram profeticamente e com veemência o compromisso fundamental de todos os atores da sociedade civil, religiosos e políticos, na construção e consolidação da paz em nossa sub-região para o desenvolvimento integral humano”, disse o religioso.

Para responder a essas emergências, os bispos anunciaram a instituição de um Comitê de mediação de alto nível, o COCEP (Comitê para a paz CERAO), com o mandato de guiar o diálogo em prol da paz e a reconciliação entre as partes em crise.

Combate à desinformação

Outro projeto promovido pelos bispos, e igualmente fundamental, prevê a criação, especialmente nas dioceses cujos confins estão sujeitos à migração, de áreas de formação, monitoração, intercâmbio e interação com e entre os migrantes oferecendo-lhes os meios necessários para a escuta, a formação e a informação, afirmou ainda Pe. Zagore.

“O grande desafio para a Igreja nesse contexto é estar presente entre estes jovens e também combater a desinformação para despertar as consciências.” “Agora estamos aguardando para ver nossos bispos em ação”, concluiu o missionário, citando um dito africano: “É da base do muro que conhecemos o verdadeiro construtor”.

(Fides)

23 maio 2019, 20:13