Cerca

Vatican News
Padre Maccalli, sequestrado e ainda nas mãos dos criminosos, Níger Padre Maccalli, sequestrado e ainda nas mãos dos criminosos, Níger 

Níger: atacada uma paróquia católica, pároco ferido

No Sahel as comunidades cristãs estão cada vez mais em perigo. Na segunda-feira (13/05) a paróquia de Dolbel foi atacada pos criminosos, que feriram o pároco. Em setembro de 2018 o sacerdote padre Pier Luigi Maccalli, pároco de Bomoanga e missionário da Sociedade das Missões Africanas, foi sequestrado e desde então não se teve mais notícias de seu paradeiro.

Cidade do Vaticano

Segundo fontes missionárias da Agência Fides, na segunda-feira, 13 de maio, pessoas não identificadas atacaram a paróquia de Dolbel, pertencente à diocese de Niamey, região de Songhay-Zerma no Níger.

Ouça e compartilhe!

O pároco,  padre Nicaise Avlouké ficou ferido em uma mão e na perna, e se encontra no campo militar onde procurou ajuda. “Já há algum tempo falava-se de possíveis ataques à paróquia e aos padres, em particular. Este último fato confirma o agravamento da situação de segurança na região da fronteira entre o Níger e Burkina Fasso”. As forças de defesa parecem pouco preparadas para esta nova fase do terrorismo saheliano”.

Ataque a um cárcere e a um depósito

Fontes nigerianas acrescentam outros detalhes: "O ataque à paróquia de Dolbel é o terceiro ocorrido no dia 13 de maio. Na tarde do mesmo dia, indivíduos armados atacaram a prisão de segurança máxima de Koutoukalé, matando um suboficial e roubando um veículo militar. Pouco depois os criminosos saquearam um depósito de materiais de comunicação em Mangaizé. As forças armadas nigerianas reagiram imediatamente, mas os criminosos fugiram em direção ao Mali. Até mesmo a aviação entrou em ação para ajudar o exército. A região do ataque foi colocada em estado de emergência, porque está na mira dos terroristas. 

Padre Maccalli, nenhuma notícia

Na noite entre 17 e 18 setembro de 2018, o sacerdote padre Pier Luigi Maccalli, pároco de Bomoanga e missionário da Sociedade das Missões Africanas, foi sequestrado e desde então não foi recebida mais nenhuma notícia sua. A sua diocese encontra-se a poucos quilômetros da fronteira entre o Níger e Burkina Fasso.

14 maio 2019, 13:35