Cerca

Vatican News
Floresta Amazônica Floresta Amazônica 

Cardeal Hummes: consciência da gravidade da crise ecológica, da crise climática

A Amazônia foi um dos temas abordados na 57ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realizada de 1º a 10 de maio, em Aparecida (SP).

Cidade do Vaticano

O Sínodo dos Bispos para a Amazônia que se realizará, no Vaticano, em outubro próximo, tem como tema “Amazônia: novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral”.

A Amazônia foi um dos temas abordados na 57ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realizada de 1º a 10 de maio, em Aparecida (SP).

No Porta Aberta desta semana, o relator geral do Sínodo dos Bispos para a Amazônia, o arcebispo emérito de São Paulo, cardeal Cláudio Hummes, presidente da Rede Eclesial Pan-amazônica (REPAM), diz que na assembleia dos bispos, falou-se de “uma Amazônia, segundo o Papa Francisco, que está ameaçada. Ao mesmo tempo, há muitas esperanças, porque há muitas coisas positivas acontecendo, de modo particular agora neste momento histórico, a partir da grande conscientização que a humanidade acabou tomando, uma consciência da gravidade da crise ecológica, da crise climática e a Amazônia é fundamental para reverter essa crise.”

Ouça a reportagem

“Não podemos perder a Amazônia, mas também os povos originários, os nossos indígenas que estão ali. Toda a população da Amazônia também precisa ver e sentir uma Igreja com novos caminhos. É isso que mais a gente percebe na grande escuta, todos aqueles que escutamos e que foram em torno de 80 mil, pessoas que se envolveram nessa escuta, uma coisa extraordinária. Eles prezam muito a Igreja talvez também porque participaram dessa escuta, mas eles prezam profundamente a presença da Igreja católica e gostariam que essa Igreja assumisse cada vez mais novos caminhos cumprir melhor sua missão ali”, disse ainda o purpurado.

A entrevista ao cardeal Cláudio Hummes é de Silvonei José.

22 maio 2019, 16:09