Busca

Vatican News
Ao centro, representação iconográfica do Cristo Pantocrator Ao centro, representação iconográfica do Cristo Pantocrator 

Outubro, mês missionário: levar Cristo a sociedade secularizada

Outubro próximo, proclamado pelo Papa Francisco Mês Missionário Extraordinário, "é dirigido principalmente aos jovens, àqueles que se encontram interagindo num contexto de secularização da sociedade, não somente nos ambientes escolares, mas também familiares, onde se apresentam obstáculos para a fé deles”, ressalta o secretário da Pontifícia Obra para a Propagação da Fé no México, Pe. Luis Alberto Castillo Hernández

Cidade do Vaticano

“Testemunho, vidas exemplares e despertar missionário de todos os batizados: são os temas indicados pelo Papa Francisco para as celebrações do Mês Missionário Extraordinário de outubro próximo que viveremos em Villahermosa, no Estado de Tabasco. É o que destaca à agência missionária Fides o secretário da Pontifícia Obra para a Propagação da Fé no México, Pe. Luis Alberto Castillo Hernández.

Ouça e compartilhe!

“O Mês Missionário Extraordinário é dirigido principalmente aos jovens, àqueles que se encontram interagindo num contexto de secularização da sociedade, não somente nos ambientes escolares, mas também familiares, onde se apresentam obstáculos para a fé deles”, ressalta.

Uma catequese destinada a alcançar todas as realidades

“A Pontifícia Obra para a Propagação da Fé propôs, entre seus projetos, uma catequese que tenha como ponto de partida uma série de reflexões juvenis em chave missionária e que, junto aos responsáveis pela Pastoral da Juventude, seja capaz de poder desenvolver atividades e propostas que aprofundem a fé. Essa catequese é destinada a alcançar todas as realidades e os ambientes seculares. Programamos uma série de ilustrações que possam ter um impacto com as várias realidades”, prossegue Pe. Luis Alberto.

Desenvolver vocação missionária que nasce do batismo

O sacerdote afirma: “Todo jovem é chamado a desenvolver sua vocação missionária que nasce do batismo, com todos os instrumentos à disposição, naturalmente distinguindo entre proselitismo e missão, que parte do testemunho de vida”.

“O projeto de catequese busca não somente anunciar Cristo a quem não o conhece e não frequenta a Igreja, mas também a levar Cristo àqueles que já pertencem à Igreja, isto é, já são batizados, que receberam os Sacramentos, mas que vivem sua fé com uma certa frieza”, insiste ele.

Enfoque especial à “cultura do encontro”

No âmbito do esquema geral das atividades foram propostas iniciativas culturais e laboratórios que ajudam os jovens a interrogar-se sobre elementos específicos da doutrina. Será dado um enfoque especial à “cultura do encontro”, que prevê a participação de influencer e youtuber que falam sobre como ajudar os outros através das redes sociais.

Pe. Luis Alberto convida os jovens a difundir a fé com os recursos presentes em seu contexto, em cada Estado da república mexicana.

(Fides)

26 abril 2019, 12:40