Cerca

Vatican News
Deslizamento de terra afetou oito casas, matando 28 pessoas Deslizamento de terra afetou oito casas, matando 28 pessoas  (ANSA)

Inundações na Colômbia: vinte e oito mortos num deslizamento de terra

Os bispos colombianos expressam, numa nota, seu pesar pelas vítimas e pelas pessoas afetadas pelo temporal em Rosas e asseguram sua solidariedade.

Cidade do Vaticano

Os temporais na Colômbia causaram inundações. O evento mais grave ocorreu em Rosas, no departamento sul de Cauca, onde um deslizamento de terra afetou oito casas, matando 28 pessoas, dentre as quais três crianças.

Segundo a Agência Sir, no nordeste preocupa o nível do Rio Táchira, conhecido nos últimos meses por ser o rio que traça a delicada fronteira entre Colômbia e Venezuela. Na segunda-feira (22/04), o aeroporto internacional El Dorado de Bogotá foi fechado por algumas horas devido a uma violenta tempestade que paralisou a capital.

Bispos pedem solidariedade

Os bispos colombianos expressam, numa nota, seu pesar pelas vítimas e pelas pessoas afetadas pelo temporal em Rosas e asseguram “sua solidariedade com as pessoas afetadas pelas enchentes em diferentes áreas do país e, em particular, na área de Tumaco (Departamento de Nariño) e nos municípios vizinhos”.

A nota expressa “proximidade aos bispos, sacerdotes e leigos dessas regiões que estão acompanhando as comunidades atingidas”, e convida todos os colombianos a serem solidários.

Ajuda concreta da Igreja

Numa nota, sobre o deslizamento em Rosas, o arcebispo de Popayán, dom Luis José Rueda Aparicio, expressou a proximidade e solidariedade da Igreja local. “Permanecemos unidos”, escreve o arcebispo, “e agradecemos as manifestações de solidariedade e fraternidade em meio a esta dor”.

O site da Conferência Episcopal da Colômbia também relata o testemunho do pároco da região, pe. Luis Alfaro Chicangana que disse que a paróquia está acompanhando os familiares das vítimas e aqueles que perderam tudo, oferecendo abrigo temporário e comida.

O presidente colombiano, Ivan Duque, acompanhado por dois de seus ministros, foi ao local e disse que fez a viagem para “dar-se conta da situação e estar perto das famílias das vítimas”.

Confirma-se que o trânsito na estrada Pan-Americana foi  interrompido por causa da avalanche, um evento que praticamente isolou os Departamentos de Narino e Cauca do Departamento do Vale do Cauca e do centro do país em geral.

23 abril 2019, 20:33