Cerca

Vatican News
Coleta anual é tradicionalmente feita na Sexta-feira Santa Coleta anual é tradicionalmente feita na Sexta-feira Santa  (AFP or licensors)

Ajudar as "pedras vivas" da Terra Santa: apelo de frade brasileiro em Nazaré

Fr. Bruno Varriano é reitor do Santuário-Basílica da Anunciação e faz um apelo a todos os católicos para participarem da Coleta da Sexta-feira Santa.

Bianca Fraccalvieri – Cidade do Vaticano

Na Sexta-feira Santa, os católicos são chamados a refletir sobre o acontecimento supremo do Amor de Deus pela humanidade: a morte de Cristo na Cruz. Mas é também um momento de solidariedade com a Coleta para a Terra Santa.

“Queremos renovar mais uma vez neste ano de 2019 o nosso pedido a todos os católicos de todas as Igrejas do mundo a cooperarem e ajudarem com a Coleta para os lugares santos”, este é o apelo do Fr. Bruno Varriano feito diretamente de Nazaré, onde é reitor do Santuário-Basílica da Anunciação.

“É muito importante ajudar nesta Coleta. O convite também parte do Papa Francisco, que renovou a iniciativa de São Paulo VI, que em 1974 instituição a Coleta com a exortação apostólica “Nobis In Animo”.

Fr. Bruno explica que a Coleta serve para a manutenção dos lugares santos, mas também para as “pedras vivas”, que são os cristãos que vivem na Terra Santa, que inclui Jerusalém, mas também Líbano, Jordânia e Síria.

Ouça o Fr. Bruno Varriano

 

16 abril 2019, 10:07