Busca

Vatican News
A programação do Mons. Frisina no país começa neste sábado (8), em São Paulo A programação do Mons. Frisina no país começa neste sábado (8), em São Paulo 

Congresso de Música Sacra no Brasil com diretor do Coro da Diocese de Roma

Mons. Marco Frisina, fundador e atual diretor do Coro da Diocese de Roma, e compositor de óperas teatrais como a transposição musical de “A Divina Comédia”, começa neste sábado (9) uma maratona de atividades pelo Brasil, desde a regência de corais, celebração de missas em latim e congresso de música sacra para cerca de 800 pessoas. A agenda contempla compromissos nas cidades de São Paulo, Campinas, Aparecida e Rio de Janeiro.

Andressa Collet – Cidade do Vaticano

Já se encontra no Brasil um dos grandes nomes italianos da música sacra, no país de 8 a 23 de março, para cumprir uma agenda de compromissos em São Paulo, Campinas, Aparecida e Rio de Janeiro. O Mons. Marco Frisina, fundador e atual diretor do Coro da Diocese de Roma, além de compositor de óperas teatrais como a transposição musical de “A Divina Comédia”, vai reger corais, celebrar missas em latim e, principalmente, conduzir um Congresso de Música Sacra para 800 pessoas. É a primeira vez que ele visita o Brasil.

Programação a partir deste sábado (9)

As atividades começam neste sábado (9), às 20h, no Pateo do Collegio, em São Paulo, quando vai reger a Schola Cantorum, órgão e sexteto de metais, durante uma missa. Já no domingo (10), o Mons. Frisina vai presidir – em latim – a celebração do I Domingo da Quaresma na Catedral Metropolitana de Campinas/SP.

Congresso para 800 inscritos

O Congresso de Música Sacra começa na próxima sexta-feira, 15 de março, no Ginásio do Colégio São Luís, em São Paulo. As inscrições, limitadas para 800 pessoas, podem ser feitas exclusivamente através do link deste site. Os participantes irão receber, por e-mail, o material didático do curso, que inclui partituras para serem estudadas.

Durante os três dias serão realizadas conferências, quando o diretor vai tratar da música, como fenômeno e linguagem natural e universal; da música na Bíblia e na liturgia; como linguagem universal da catequese; além de abordar a tarefa de compor e executar a música sacra hoje. O Mons. Frisina também irá promover ensaios direcionados para a missa e o concerto final.

No dia 20 de março, está marcado um concerto de título “Mons. Marco Frisina no coração da comunidade”. O evento começa às 19h30, na Sala Cecília Meireles – Orquestra Ação Social para a Música do Brasil. Já em 22 de março, o grande encontro de coros, solistas e orquestra acontece em Campinas, a partir das 20h, na Catedral Metropolitana.

A programação de “Marco Frisina no Brasil” está sendo organizada pelo Pateo do Collegio, através do seu Schola Cantorum, pelo Coro da Arquidiocese de Campinas.

A biografia de Mons. Frisina

O Mons. Marco Frisina nasceu em Roma. Depois dos estudos clássicos, diplomou-se em Composição no Conservatório de Santa Cecília e, após ter completado os estudos teológicos, especializou-se em Sagrada Escritura no Pontifício Instituto Bíblico. Ordenado sacerdote em 1982, desde então exerce o seu ministério na Diocese de Roma.

De 1991 a 2011 foi Diretor da Comissão de Liturgia da Diocese de Roma e atualmente é Presidente da Comissão Diocesana para a Arte Sacra e os Bens Culturais, Consultor do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização e Reitor da Basílica de Santa Cecília em Trastevere. Além disso, è professor na Pontifícia Università della Santa Croce e no Pontifício Instituto de Música Sacra, em Roma.

Autor de numerosos cânticos litúrgicos conhecidos e apreciados na Itália e no exterior. Em 1984 fundou - e desde então dirige - o Coro da Diocese de Roma, com o qual anima as mais importantes liturgias diocesanas, algumas das quais são presididas pelo Santo Padre.

Sua produção musical tem mais de 30 Oratórios Sagrados inspirados em personagens bíblicos ou na vida de grandes santos. Destaque para: “Cântico dos Cânticos”, de 2009; “Passio Caeciliae” composto em 2011 e apresentado em Roma e Nova Iorque por ocasião das celebrações dos 150 anos da Unificação da Itália; “Paradiso Paradiso” de 2013, para o 56º “Festival dos Dois Mundos” em Espoleto com a participação de Giorgio Albertazzi; e “Até os confins da terra”, inspirado na narrativa do naufrágio de São Paulo, em Malta, onde se apresentou em fevereiro de 2017, no centenário do martírio do Apóstolo.

Em 2007 compôs a peça “La Divina Commedia”, a primeira transposição musical da obra-prima homônima de Dante. Na temporada 2009-2010, sua segunda obra para o teatro foi encenada: “Il miracolo di Marcellino”, inspirado no romance de José Maria Sanchez Silva, “Marcellino Pane e Vino”. É também autor da música de “In Hoc Signo”, apresentada em 2013, em Belgrado, por ocasião do milênio do Édito de Milão e da Ópera-Oratório “Passio Christi”, apresentada em 2018, em Málaga.

Mons. Frisina foi promotor e coordenador da Primeira Conferência dos Corais Italianos, realizada em Roma, em setembro de 2014, e do Jubileu dos Corais, em outubro de 2016, que contou com a participação de mais de 8 mil cantores de todo o mundo. Desde 2015 é Diretor Artístico do “Concerto com os pobres e pelos pobres”, realizado na Sala Paulo VI.

 

08 março 2019, 18:44