Cerca

Vatican News
"As mulheres católicas respondem ao Espírito Santo", destaca Congresso da Igreja católica na Austrália "As mulheres católicas respondem ao Espírito Santo", destaca Congresso da Igreja católica na Austrália 

Igreja Austrália: mulheres católicas "respondem ao Espírito Santo"

O Congresso é uma ocasião única e contribui para o percurso de renovação da Igreja na Austrália. Em 2016 a reflexão foi centralizada no tema “Mulheres testemunhas da alegria do Evangelho”, agora refletirá sobre o papel e contribuição profética das mulheres na comunidade dos batizados.

Cidade do Vaticano

“Agitar as águas: as mulheres católicas respondem ao Espírito Santo.” Esse é o título do Congresso organizado para os dias 22 a 24 de fevereiro pelo Conselho das Mulheres Católicas Australianas, organismo consultivo da Conferência Episcopal da Austrália, que levará as participantes de toda a nação a refletir sobre o envolvimento das mulheres na vida da Igreja e sobre o percurso de renovação em andamento.

Ouça a reportagem!

Assegurar envolvimento e participação das mulheres

Como explica à agência missionária Fides Andrea M. Dean, diretora do Setor nacional para a participação das Mulheres, órgão executivo do Conselho das Mulheres Católicas Australianas, a iniciativa vem de longe:

“Um importante projeto de pesquisa realizado em 1999, sobre a efetiva participação das mulheres na vida da Igreja, foi quem deu o impulso para o nascimento do Conselho. Após esse estudo, a Conferência episcopal publicou um documento que almejava o equilíbrio entre homens e mulheres nos organismos eclesiais, com a atribuição de funções profissionais ou de liderança dentro da Igreja. Isso levou ao nascimento do Conselho que se ocupa justamente de assegurar o envolvimento das mulheres na Igreja, com funções consultivas.”

Teologia à luz das experiências e perspectivas das mulheres

“Estamos comprometidas em promover a participação das mulheres na liderança, na tomada de decisões e em vários ministérios eclesiais na Igreja católica na Austrália. Buscamos perseguir este propósito principalmente através da comunicação, que permite promover nossa atuação e fazer ouvir a voz feminina nas instituições eclesiais”, explica ela.

“Outro instrumento é estudar a teologia à luz das experiências e das perspectivas das mulheres ou dar-lhes formação sobre as funções na liturgia, de modo que o envolvimento delas seja efetivo. Por fim, pedimos a todas as mulheres que estejam prontas para desempenhar funções de governança”, acrescenta.

Papel e contribuição profética das mulheres na Igreja

A cada três anos o Conselho organiza uma conferência especial para expandir sua rede, promover a formação e o envolvimento feminino e agora está se preparando para a edição de 2019 dessa conferência.

“Este congresso é uma ocasião única – observa Dean –, porque dá às mulheres a oportunidade de submeter instâncias e solicitações ao Conselho Plenário dos Bispos, contribuindo desse modo para o percurso de renovação da Igreja na Austrália.”

Em 2016 a reflexão foi centralizada no tema “Mulheres testemunhas da alegria do Evangelho”, agora refletirá sobre o papel e contribuição profética das mulheres na comunidade dos batizados.

(Fides)

13 fevereiro 2019, 15:14