Busca

Vatican News
Cardeal Berhaneyesus Demerew  Souraphiel, Arcebispo de Adis Abeba, Etiópia Cardeal Berhaneyesus Demerew Souraphiel, Arcebispo de Adis Abeba, Etiópia 

Etiópia. Card Souraphiel na Comissão pela Reconciliação e Paz

Uma nomeação aceita por todos. Foi o comentário de Abiy Ahmed, primeiro ministro da República Democrática Federal da Etiópia sobre e escolha do cardeal Souraphiel como coordenador da Comissão Nacional pela Reconciliação e Paz

Cidade do Vaticano

O cardeal Berhaneyesus Demerew Souraphiel, arcebispo metropolita de Adis Abeba, foi nomeado coordenador da Comissão Nacional pela Reconciliação e Paz. A decisão foi do primeiro ministro Abiy Ahmed que há menos de um mês foi recebido pelo Papa Francisco no Vaticano. E para vice foi nomeada Yetnebersh Nigussie, advogada e ativista dos Direitos Humanos, cega desde os 5 anos de idade e homenageada em 2017 pelo Parlamento sueco ao receber o prêmio Nobel Alternativo.

Ouça e compartilhe

Trabalhar pela Paz

A unidade nacional e a reconciliação são dois pilares sobre os quais a Comissão deverá trabalhar depois da assinatura em 2018 do importante Acordo com a Eritreia, após 20 anos de guerra e milhares de vítimas. A notícia da nomeação do cardeal foi divulgada na quinta-feira (14/02), depois do encontro do primeiro ministro Abiy Ahmed com os membros da Comissão, escolhidos entre os representantes da sociedade civil, associações e mundo dos meios de comunicação. O premiê enconrajou todos a fazer um trabalho com plena autonomia, com a máxima liberdade.

Uma nomeação bem aceita

A escolha do cardeal Souraphiel foi aceita de modo positivo tanto pelo mundo da política como dos vários líderes religiosos. A Comissão nasceu inspirada nas experiências na África do Sul e Ruanda, países que tiveram décadas de apartheid e guerra civil.

15 fevereiro 2019, 10:23