Cerca

Vatican News
Visita do Papa à igreja anglicana de Todos os Santos em Roma Visita do Papa à igreja anglicana de Todos os Santos em Roma 

Encontro católicos anglicanos: Leicester a capital do ecumenismo

Realiza-se na cidade britânica de Leicester (16 e 17/01) um encontro de 50 bispos, metade católicos e metade anglicanos. Reverendo Worthem, secretário das Relações Ecumênicas do Conselho pela Unidade dos Cristãos explica: “Espiritualidade, teologia e convivência serão os ingredientes do encontro”

Cidade do Vaticano

Na cidade de Leicester (Inglaterra) que conta com uma importante tradição de diálogo inter-religioso, está sendo realizada nestes dias (16 e 17/01) um encontro entre bispos católicos e anglicanos. O encontro terá a participação de 50 bispos: metade católicos e metade anglicanos que terão dois dias de convivência ecumênica. É um evento que se repete a cada dois ou três anos e permite aos participantes de estabelecer relações de amizade, estima e colaboração. “Espiritualidade, teologia e convivência serão os ingredientes do encontro” explica o reverendo Jeremy Worthen , secretário das Relações Ecumênicas do Conselho pela Unidade dos Cristãos, entidade da Igreja da Inglaterra que tem como objetivo melhorar as relações entre as várias Igrejas cristãs.

Ouça e compartilhe

Diálogo, outro passo

Os primeiros encontros foram organizados pela Comissão Internacional “Iarcuum” que promove as relações pastorais entre as duas Igrejas. A publicação do documento “Crescer juntos na unidade e na missão” em 2006, com o qual recomendava “encontros regulares, entre os bispos das duas Igrejas, para aprofundar a confiança e a amizade no amor recíproco de Cristo, deu início à tradição.

Temas analisados

Depois da primeira declaração conjunta, form feitos uma série de documentos sobre temas como a Eucaristia, o ministério ordenado, a visão da figura de Maria. Enquanto o diálogo se intensificava e as relações entre as duas Igrejas tornavam-se mais fraternas mesmo localmente, novos obstáculos nasciam como o sacerdócio feminino e a bênção da união de pessoas do mesmo sexo. “As questões que nos separam são complicadas”, explica reverendo Worthen, “e o problema fundamental, que remonta aos tempos da Reforma de Henrique VIII, refere-se à autoridade”.

O programa

Na quarta-feira, dia 16 os bispos terão um momento de oração, guiado pelos anglicanos, e à noite se encontrarão na catedral de Leicester para a tradicional evensong, as orações da noite. Na quinta-feira (17/01) continua o reverendo, serão os bispos católicos a concelebrar uma missa na igreja do mosteiro dominicano Holy Cross, no centro da cidade, à qual os bispos anglicanos terão a liberdade de participar. A oração conclusiva, ao meio-dia, será guiada pela Igreja da Inglaterra no centro de conferências, ao lado da catedral, onde se realiza o encontro”.

Estar juntos

A cidade de Leicester, tornou-se mundialmente famosa, depois que foram encontrados os restos mortais do rei Ricardo III. “Na época da descoberta dos ossos foi estabelecido um diálogo sobre o local do sepultamento do rei, assim como qual seria o rito usado. São estes tipos de perguntas que alimentam o diálogo ecumênico”, afirma o reverendo Worthen. “O valor desses eventos é a possibilidade dada aos bispos de se encontrarem, falarem e estar juntos”.

Teologia e ecumenismo receptivo

Durante o encontro toda a atenção será dada à Declaração da Terceira Comissão Arcic intitulada “Caminhar juntos. Aprender a ser Igreja. Local, regional, universal”, com a qual foi inaugurado o método do ecumenismo receptivo que consiste em discernir aquilo que parece negligenciado ou subestimado na própria tradição e se perguntar se estes elementos foram articulados de maneira mais eficiente na outra tradição. "É uma abordagem de sucesso, usada em todo o mundo, que nos permite olhar atentamente os nossos limites. Um exemplo pode ser o fato que os católicos são mais atentos em nível de comunhão global, enquanto que os anglicanos são mais eficazes em nível local", conclui o reverendo Worthen.

16 janeiro 2019, 12:14