Cerca

Vatican News
Taizé - Madri Taizé - Madri 

Comunidade de Taizé: próximo encontro em Breslávia na Polônia

Madri passou neste domingo o bastão para a cidade polonesa de Breslávia para o próximo encontro europeu de Taizé, que reúne na capital espanhola 15 mil jovens de 18 a 35 anos de várias confissões cristãs para participar de atividades e encontros de oração ecumênica.

Roberto Piermarini - Cidade do Vaticano

Desde a última sexta-feira até amanhã. 1º de Janeiro, jovens que foram a Madri de diferentes partes da Europa e de outros continentes, participam do 41º Encontro Europeu da Comunidade de Taizé que este ano tem como tema: "Não nos esqueçamos a hospitalidade". Os jovens foram acolhidos na capital espanhola por 170 paróquias e milhares de famílias que abriram suas portas com um espírito de acolhida para permitir que eles tenham uma experiência de oração, silêncio e amizade além fronteiras. Numerosas as igrejas do centro que abrigaram momentos de oração em comum ao meio-dia, enquanto todas as noites o evento se transferiu para os salões da Feira de Madri.

O irmão Alois convida a construir pontes sobre o que nos divide

A comunidade de Taizé - nome de um mosteiro francês - foi fundada pelo irmão Roger no final dos anos 70 e seu sucessor, irmão Alois, destacou neste domingo na Feira de Madri a necessidade de "tecer elos, construir pontes sobre o que nos divide ". "Vivemos em uma época em que os medos são ampliados, as fronteiras são fechadas. Mas nenhuma sociedade pode viver sem confiança e a nossa peregrinação de confiança sobre a terra simplesmente quer ser um sinal de esperança. A esperança de que uma civilização baseada na hospitalidade é possível. Somos todos parte da mesma família humana. Precisamos mais do que nunca um do outro", disse o irmão Alois.

Saudações do Arcebispo de Madri e do Bispo de Breslávia

O arcebispo de Madri, cardeal Carlos Osoro, que falou no encontro, pediu aos jovens da Europa que "tenham um grande coração para compartilhar suas riquezas espirituais, intelectuais e materiais". "Eu tenho experimentado que os jovens de diferentes lugares da Europa, com diferentes línguas, entendem um ao outro através da linguagem do coração", como nos Atos dos Apóstolos, quando falam e todos os entendem em sua própria língua, disse o arcebispo de Madri. Por sua vez, o bispo de Breslávia, Dom Andrzej Siemieniewski, que foi a Madri para acolher o próximo evento, convidou a "aprofundar e desenvolver os passos deixados pelos encontros anteriores".

Breslávia acolhe pela terceira vez o encontro de Taizè

É a primeira vez que Madri acolhe este evento de Taizé, enquanto na Espanha os encontros foram realizados três vezes em Barcelona e uma vez em Valência. Breslávia, o próximo evento europeu, já acolheu em 1989 e em 1995. A prefeita da capital espanhola, Teresa Higueras, e outros representantes do Município também participaram do envontro de Madri.

Papa aos jovens de Taizé: aproximem-se desta humanidade ferida

Na véspera do encontro, o Papa Francisco enviou uma mensagem na qual pediu aos jovens reunidos em Madri que estivessem "próximos a essa humanidade ferida e aos que foram deixados para trás, rejeitados e excluídos, pequenos e pobres!"


 

31 dezembro 2018, 13:31