Versão Beta

Cerca

Vatican News
"Ano da Juventude" 2019 nas Filipinas será ocasião de experiência, de partilha e de oração "Ano da Juventude" 2019 nas Filipinas será ocasião de experiência, de partilha e de oração 

Igreja filipina convoca para 2019 "Ano dos Jovens" no país asiático

O Ano da Juventude se insere no percurso plurianual traçado pela Igreja católica nas Filipinas em preparação para 2021, que marca os 500 anos da chegada do Evangelho ao país do sudeste asiático (1521-2021). Cada ano é dedicado a um tema específico. Este 2018 é o ano do clero e dos consagrados.

Cidade do Vaticano

2019 será o “Ano dos Jovens” nas Filipinas: foi o que anunciou a Conferência episcopal do país do sudeste asiático, em continuidade com os conteúdos da XV Assembleia Geral ordinária do Sínodo dos Bispos, em curso no Vaticano com o tema “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, cujo encerramento terá lugar este domingo, 28 de outubro.

Oportunidade para tornar-se mais firmes na fé

Segundo a Comissão episcopal filipina para a juventude – informa a agência missionária Fides – o “Ano da juventude 2019” terá início oficialmente com a festa de Cristo Rei, em 25 de novembro de 2018, mas terá a solene cerimônia de abertura em 2 de dezembro na capital Manila.

Ocasião de conversão e oração

A Comissão convidou sua rede de 86 responsáveis diocesanos da Pastoral da Juventude e dos líderes das organizações nacionais a “participar da organização geral e a oferecer sua contribuição, inclusive para a criação do logotipo oficial e música temática”, disse à Fides a jovem católica Eva Mae Famillaran Palmero.

“A celebração do Ano da Juventude será ocasião de experiência, de partilha, de oração, de anúncio do amor de Deus. Será oportunidade para tornar-se mais firmes na fé”, disse Jovanie Bacolcol, líder e animador dos jovens.

Percurso plurianual

O Ano da Juventude se insere no percurso plurianual traçado pela Igreja católica nas Filipinas em preparação para 2021, que marca os 500 anos da chegada do Evangelho ao país asiático (1521-2021). Cada ano é dedicado a um tema específico. Este 2018 é o ano do clero e dos consagrados.

500 anos de evangelização

Em 1521 os indígenas Rajah Humabon e Hara Amihan foram os dois primeiros batizados filipinos, e lhes foram dados os nomes de Carlos e Juana. Os missionários espanhóis levaram a fé cristã às Filipinas 500 anos atrás e hoje o país é a nação com a mais ampla população católica na Ásia, constituindo 80% dos 110 milhões de habitantes.

(Fides)

26 outubro 2018, 10:21