Cerca

Vatican News
Papa Francisco em visita a um campo de refugiados na periferia de Roma (08.02.2015) Papa Francisco em visita a um campo de refugiados na periferia de Roma (08.02.2015)  (Vatican Media)

Dom Armando: Papa evangeliza com palavras e gestos concretos

Nosso povo se identifica com o Papa Francisco nesse unir gestos concretos com palavras, como Jesus nos pede no Evangelho. O povo se sente muito agraciado, abençoado pelo Papa que temos e pelo momento de Igreja que estamos vivendo. Por esse modo de ser Igreja que o Papa apresenta, afirma o bispo da diocese maranhense de Bacabal, Dom Armando Martín Gutiérrez.

Raimundo de Lima - Cidade do Vaticano

Amigo ouvinte, a presente edição do quadro “Nova Evangelização e Concílio Vaticano II” é uma continuidade da precedente, na qual nosso convidado destes dias, o bispo da Diocese de Bacabal – MA, Dom Armando Martín Gutiérrez, F.A.M., teceu-nos algumas considerações sobre o pastoreio de acolhimento e proximidade que o Papa Francisco pede aos bispos.

Povo se sente abençoado pelo Papa que temos

Nosso convidado disse-nos que o Papa é um estímulo para os bispos neste pastoreio, e que para o povo, sentir a proximidade do bispo é uma alegria muito grande. E nos identificamos com Francisco “porque nosso modo de ser pastor é assim”, afirmou ainda.

 

Na edição de hoje Dom Armando ressalta que em geral o Papa Francisco é muito aceito no episcopado brasileiro: o modo de viver nosso serviço episcopal é desse jeito, queremos ser desse jeito – observa. Esforçamo-nos por ser assim pessoa simples, no meio do povo, e sobretudo com um linguajar compreensível, destaca o bispo de Bacabal.

Nosso povo se identifica com o Papa Francisco nesse unir gestos concretos com palavras, como Jesus nos pede no Evangelho. O povo se sente muito agraciado, abençoado pelo Papa que temos e pelo momento de Igreja que estamos vivendo. Por esse modo de ser Igreja que o Papa apresenta, diz ainda. Vamos ouvir (ouça na íntegra clicando acima).

02 outubro 2018, 13:23