Cerca

Vatican News
Papa Francisco Papa Francisco 

Dom Armando: fiéis se identificam com magistério do Papa Francisco

O bispo da diocese maranhense de Bacabal atém-se ao interesse do povo de Deus pelo magistério do Papa Francisco afirmando que o mesmo se dá por afinidade e identificação de nossos fiéis com as atitudes, comportamento, gestos e fala simples do Santo Padre.

Raimundo de Lima - Cidade do Vaticano

Amigo ouvinte, o quadro “Nova Evangelização e Concílio Vaticano II” traz estes dias a participação do bispo da Diocese de Bacabal, Dom Armando Martín Gutiérrez, F.A.M., há onze anos à frente desta Igreja particular maranhense.

Bispo de Bacabal: nosso povo é alegre por natureza

Prosseguindo suas considerações sobre o pastoreio de acolhimento e proximidade que o Papa pede aos bispos, na edição passada nosso convidado disse-nos que na maioria absoluta do nosso episcopado o Papa Francisco é muito aceito: “nosso modo de viver, nosso serviço episcopal é desse jeito”, afirmou Dom Armando acrescentando que os bispos querem ser assim, “pessoas simples, no meio do povo, e sobretudo com um linguajar compreensível”.

Na edição de hoje ele atém-se ao interesse do povo de Deus pelo magistério do Papa afirmando que o mesmo se dá por afinidade e identificação de nossos fiéis com as atitudes, comportamento, gestos e fala simples do Santo Padre.

 

Alude ao fato que os documentos de Francisco trazem temas nos quais o povo se identifica: Evangelii gaudium (a alegria do Evangelho) – “nosso povo é alegre por natureza e não entende um Evangelho triste, uma missa triste”, observa. Laudato si’ sobre a natureza (o cuidado da casa comum) – “nosso povo luta por defender a natureza”, acrescenta. Amoris laetitia (sobre o amor na família) – “nosso povo está com esse anseio de viver toda esta realidade”, prossegue. “São todas atitudes com as quais nosso povo se identifica”, diz ainda. Vamos ouvir (ouça na íntegra clicando acima).

03 outubro 2018, 15:28