Cerca

Vatican News
Padre Carlos Nunes Padre Carlos Nunes 

Pontificado de Francisco é “Missionário”

Entrevista/testemunho à VATICAN NEWS do Padre comboniano Carlos Nunes no balanço das Jornadas Missionárias em Fátima.

Domingos Pinto - Lisboa

“Somos todos, tudo e sempre missionários”- É a mensagem que o padre Carlos Nunes, responsável pela pastoral juvenil dos combonianos portugueses destaca das Jornadas Missionárias que terminaram no passado dia 16 de setembro em Fátima.

“Eu sou missão” foi o tema das Jornadas Missionárias que contaram com uma significativa presença de jovens (cerca de 30% dos participantes), e decorreram no contexto da celebração do outubro missionário extraordinário preconizado pelo Papa Francisco, e do ano missionário proposto pelo Episcopado Português com inicio em outubro de 2018 até outubro de 2019.

As jornadas foram organizadas pelas Obras Missionárias Pontifícias, com o apoio dos Animadores Missionários Ad Gentes (ANIMAG) e a Fundação Fé e Cooperação (FEC).

Uma iniciativa “programada e orientada no contexto do sínodo que está em processo sobre os jovens”, diz o padre Carlos Nunes que sublinha o envolvimento dos jovens na missão, mas deixa um alerta: “Falta um passo, fazer da missão vocação”.

O sacerdote comboniano que esteve 16 anos em missão na Zâmbia, reafirma ao portal da Santa Sé uma das conclusões das jornadas, ou seja, criar em todas as dioceses Centros Missionários Diocesanos e Grupos Missionários Paroquiais,  de modo a proporcionar “experiências concretas de saída” nas paróquias e dioceses.

“Acho que o papa tem realmente desafiado a igreja a ser missionária, ele é um grande missionário”, sublinha o padre Carlos Nunes que diz estarmos diante de “um Pontificado Missionário”.

“É um desafio grande que o papa nos dá através da sua vida, através da sua palavra, dos seus documentos, e acho que temos que responder”, conclui o sacerdote que espera que o ano missionário ajude a “seguir esse caminho”, em Portugal.

Ouça e compartilhe!

 

25 setembro 2018, 11:16