Cerca

Vatican News
Freiras indianas, apoiadas por mulheres muçulmanas, pedem prisão de bispo acusado de estrupro Freiras indianas, apoiadas por mulheres muçulmanas, pedem prisão de bispo acusado de estrupro  (AFP or licensors)

Índia: Papa aceita renúncia temporária de bispo acusado de violentar freira

Dom Franco Mulakkal apresentou o pedido nos últimos dias. Em seu lugar, o Pontífice nomeou Dom Agnelo Rufino Gracias como administrador apostólico. Na quarta-feira, 19, o bispo foi interrogado durante sete horas pela polícia em Kerala.

Cidade do Vaticano

O Papa Francisco "aceitou o pedido de Dom Franco Mulakkal para ser temporariamente dispensado de suas responsabilidades na Diocese de Jalandhar", anunciou em uma nota divulgada esta quinta-feira, 20, a Conferência Episcopal Indiana (Cbci) em mérito às denúncias contra o prelado, acusado de estupro por uma freira das Missionárias de Jesus.

As acusações contra o bispo de Jalandar, em Punjab, remontam a julho do ano passado, mas a história veio à tona nestas semanas, após os protestos de algumas religiosas em Kerala, onde o caso foi registrado.

A freira relatou que em 2014 o bispo a agrediu sexualmente em um albergue de propriedade da Igreja em Kuravilangad, Kerala. Aos policiais, relatou que foi violentada 13 vezes nos dois anos sucessivos.

O caso abalou a Igreja na Índia. E acabou sendo o próprio Dom Mulakkal a apresentar ao Papa Francisco sua renúncia temporária para defender-se melhor contra a acusação de violência sexual, que ele sempre negou.

Interrogado por cerca de sete horas pela polícia de Kerala, Dom Mulakkal reiterou sua estranheza com os fatos e afirma que a freira está agindo por vingança. O bispo, de fato, teria ameaçado uma investigação contra ela depois de ter descoberto um relacionamento da religiosa com um homem casado.

Harishankar, o superintendente de polícia de Kottayam que está conduzindo a investigação, disse que ninguém está pressionando a prisão do bispo e que os investigadores estão fazendo seu trabalho.

"Depois de ter levado em consideração todas as circunstâncias, o Santo Padre aceitou o pedido de Dom Mulakkal e nomeou Dom Agnelo Rufino Gracias, bispo auxiliar emérito de Mumbai como administrador apostólico da Diocese de Jalandhar, sede plena et ad mutum Sanctae Sedis com efeito imediato". A diocese de Mumbai recolheu-se em oração e espera que o bispo não seja preso”, diz a nota divulgada pela Conferência dos Bispos da Índia.

(C/ Asia News)

 

21 setembro 2018, 08:18