Versão Beta

Cerca

Vatican News

Qual Igreja sonhamos para a Amazônia?

Dom José Ionilton Lisboa de Oliveira, bispo de Itacoatiara (AM), entrevistado pelo Vatican News, diz que o bom missionário "deve sujar as mãos" e espera que no Sínodo Pan-amazônico, em outubro de 2019, se encontrem novos caminhos para nutrir o povo com a Eucaristia.

Cristiane Murray - Cidade do Vaticano

Dom José Ionilton Lisboa de Oliveira é o bispo da Prelazia de Itacoatiara, no Amazonas.

É a terceira cidade mais populosa do estado, com pouco menos de 100 mil habitantes. Conhecida como Cidade da Pedra Pintada por possuir na entrada da área urbana uma pedra pintada com um escrito indígena do tupi ou nheengatu que deu origem ao nome atual da cidade, Itacoatiara possui um importante porto fluvial, responsável por uma grande quantidade de transporte de cargas.

Dom Ionilton assumiu a Prelazia em julho de 2017 e esteve em Roma recentemente participando de um curso para bispos recém-eleitos. Foi também recebido pelo Papa Francisco no último dia 13 de setembro, no Vaticano.

Vatican News o encontrou no Ateneu Regina Apostolorum. Para Dom Ionilton, a Igreja que sonhamos para a Amazônia deve ser servidora e ministerial, chegando a toda a população com sua presença evangelizadora. Confira:

Igreja servidora e ministerial

E que requisitos deve ter um missionário que leve a Boa Nova para a Amazônia? “Deve ser capaz até de se machucar para estar junto às pessoas, principalmente dos povos originários e ribeirinhos”.

Os requisitos do missionário

Ainda segundo Dom José Ionilton, a Igreja deve se aproximar ainda mais destes povos, para atender seus clamores e favorecer a Eucaristia. E no Sínodo, queremos encontrar caminhos para que a Palavra e a Eucaristia cheguem mais até povos ribeirinhos.

Palavra e Eucaristia

 

Os povos ribeirinhos precisam de ministros. “A grande reflexão é como podemos encontrar formas para que este povo se alimente de Jesus Cristo, Pão da vida, e encontre a força para defender suas terras e suas vidas”.

Defender a terra e as vidas

 

O Papa Francisco encoraja sempre os bispos e pede valentia em suas propostas. Perguntamos a Dom Ionilton: “O sr é um bispo corajoso?”

“Espero que sim, quero levar a alegria do Evangelho e a esperança, contribuir em Itacoatiara para encontrar caminhos novos, para que as pessoas sintam a presença de Deus e da Igreja”.

Espero ser um bispo corajoso
17 setembro 2018, 11:26