Versão Beta

Cerca

Vatican News
Isabel Capeloa Gil, Presidente da Federação Internacional das Universidades Católicas (FIUC) Isabel Capeloa Gil, Presidente da Federação Internacional das Universidades Católicas (FIUC) 

“O nosso apoio ao Papa e à sua missão deve ser inquestionável”

Entrevista à VATICAN NEWS de Isabel Capeloa Gil, a nova Presidente da Federação Internacional das Universidades Católicas (FIUC).

Domingos Pinto - Lisboa

A Reitora da Universidade Católica Portuguesa é a primeira mulher a assumir o cargo após a sua eleição na 26.ª Assembleia Geral da FIUC que encerrou a 27 de julho em Maynooth, Irlanda.

“Acolho esta eleição com um sentido de serviço àquilo que são os altos desígnios, tanto da Universidade e do Ensino Superior, mas também serviço à Igreja”, diz a professora catedrática da Faculdade de Ciências Humanas, reitora da UCP desde outubro de 2016.

“Acho que é uma enorme honra para a Universidade Católica”, sublinha Isabel Capeloa Gil sobre a sua missão na FIUC, a primeira vez que Portugal se encontra integrado num órgão de gestão da Federação, a mais antiga associação de universidades do mundo, fundada em 1924 e reconhecida pela Santa Sé em 1949.

Já sobre a UCP, instituição criada em 1967, a reitora diz tratar-se de uma Universidade “inovadora”, a “primeira Universidade a lançar o curso de Administração e Gestão de Empresas” e “a criar uma Escola de Biotecnologia” em Portugal.

Destaca depois o lançamento para “breve” da Faculdade de Medicina da “Católica”, “projeto que vai trazer valor para Portugal”, sobretudo na área da saúde.

”Uma área que tem de ser cuidada como uma tulipa, com muito cuidado, porque, justamente na área da saúde, se jogam os princípios fundamentais do respeito pelo outro, do cuidado, da caridade cristã”, acrescenta a reitora da UCP.

Ao portal da Santa Sé Isabel Capeloa Gil salienta por outro lado o “enorme orgulho para Portugal” da escolha de D. José Tolentino Mendonça, ex-vice-reitor da “Católica”, para Arquivista e Bibliotecário da Santa Sé, e destaca também o pontificado do Papa Francisco.

“É um pontificado cheio de desafios num momento dificílimo para a igreja”, diz a nova Presidente da FIUC numa referência “aos escândalos mais recentes” na igreja relacionados com o abuso de menores por parte de membros do clero.

“O papa sofre profundamente com este desafio que é um desafio interno da própria igreja, e que nós, enquanto católicos, devemos ajudar a resolver”, sublinha a Reitora da UCP que deixa um apelo: “O nosso apoio ao papa e à sua missão deve ser inquestionável”.

Ouça e compartilhe!

 

 

 

 

 

 

11 setembro 2018, 12:37