Versão Beta

Cerca

Vatican News
Torre da Basílica de São Francisco, em Assis Torre da Basílica de São Francisco, em Assis 

Em Assis, a primeira oração ecumênica pela Criação

Por ocasião do IV Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, instituído pelo Papa Francisco em 10 de agosto de 2015, Assis nestes dias acolhe cristãos de todo o mundo para a primeira oração ecumênica pela tutela e a salvaguarda da criação.

Barbara Castelli - Cidade do Vaticano

Queremos refletir sobre "a necessidade de nossa conversão ecológica" e dar um sinal comum, uma "mensagem forte" para exortar a todos, principalmente cristãos, a proteger o meio ambiente, nossa "casa comum".

Com estas palavras Cecilia Dall'Oglio, diretora dos programas europeus do Movimento Católico Mundial pelo Clima, apresenta a primeira oração ecumênica pela Criação, nos dias 31 de agosto e 1 de setembro em Assis.

O evento insere-se entre as iniciativas do Tempo da Criação, entre 1º de setembro, o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, e 4 de outubro, festa de São Francisco de Assis, fundador da Ordem Franciscana e patrono da Itália. O tema de 2018 é: "Caminhar juntos".

A oração ecumênica também marcará o início da peregrinação "O caminho de Francisco”, de Assis a Gubbio, através do qual o "Espírito de Francisco" irá em peregrinação até a Polônia, Katowice, sede da Conferência Internacional sobre o Clima, a COP 24 das Nações Unidas, encontro crucial para a real implementação do Acordo de Paris.

Unidos para defender a criação

 

O Tempo da Criação é uma celebração anual de oração e ação para proteger a "casa da humanidade", celebrada por milhares de cristãos em todo o mundo. Este ano, entre as muitas iniciativas, nas Filipinas o cardeal Luis Antonio Tagle vai celebrar uma Missa pela Criação; na Suíça, haverá uma celebração anglicana  em um curso de água poluído; nos Estados Unidos, algumas religiosas rezarão nas proximidades de uma área radioativa.

"Acreditamos que este cuidado com a Criação", insiste Cecilia Dall'Oglio, "não deve ser adiado de forma alguma, é um apelo urgente à ação porque vemos todos os dias diante dos nossos olhos os efeitos devastadores da degradação ambiental."

O Movimento Católico Mundial pelo Clima é uma coalizão de mais de 650 organizações católicas de todo o mundo, comprometidas em viver a Carta Encíclica Laudato Sii do Papa Francisco, promovendo um comprometimento real, que passa pela transformação dos estilos de vida e políticas corajosas, capazes de reverter o processo de degradação em curso.

Para enfatizar ainda mais o chamado à unidade entre as crenças cristãs à luz da atual crise ecológica, neste dia 1º de setembro em Assis será divulgada uma Declaração Ecumênica conjunta, com especial atenção "aos mais vulneráveis".

Queremos "nos colocar em movimento, arriscando algo para que nossas comunidades vivam esta atenção pelos últimos”, conclui Cecilia Dall'Oglio, "tendo aquele olhar, aquela escuta da Igreja em saída, para um testemunho de proximidade nos locais onde atuam."

Ouça e compartilhe!
Confira a mensagem de Cecilia Dall’Oglio!

 

01 setembro 2018, 07:51