Versão Beta

Cerca

Vatican News
Sede episcopal da diocese greco-católica na Praça Unirii, em Oradea, antes do incêndio Sede episcopal da diocese greco-católica na Praça Unirii, em Oradea, antes do incêndio  (©catalinlazar - stock.adobe.com)

Incêndio destroi sede do episcopado greco-católico de Oradea

A construção tem um grande valor simbólico para a comunidade greco-católica de todo o país. "Um símbolo para toda a comunidade de Oradea, rica em história e significado". Em 1948, com a abolição da Igreja Greco-Católica pelo regime comunista, o prédio havia sido confiscado e transformado em Escola de Artes e depois na Biblioteca da região de Bihor.

Cidade do Vaticano

A sede do episcopado da Igreja Greco-Católica na cidade de Oradea, Romênia, foi completamente destruída por um incêndio na noite de sábado, 25 de agosto. Não houve vítimas.

As chamas irromperam por volta das dez da noite, destruindo inicialmente o telhado, que desabou em seguida, e depois o primeiro andar. Equipes dos bombeiros intervieram no local, conseguindo extinguir o fogo após horas de trabalho.

O prédio estava sendo reformado. As obras externas já haviam sido concluídas e se começava a reestruturar o interior. O canteiro de obras estava fechado para as férias de verão. Para não deixar o prédio vazio, lá vivia um padre que felizmente conseguiu sair ileso.

Instituída comissão para avaliar origens do incêndio

 

Em um comunicado, a diocese anunciou que foi criado "um comitê de especialistas, formado por representantes dos bombeiros, da perícia da polícia romena e o do Episcopado greco-católico de Oradea, para identificar as razões que provocaram o fogo."

O que deve ser averiguado é como as chamas começaram, visto que - assinala a diocese - "a sede episcopal não estava ligada à rede de elétrica, à exceção da iluminação arquitetônica externa, ligada à rede de iluminação pública". A diocese ainda não fez nenhuma estimativa sobre os danos.

Um verdadeiro drama

 

Somente os trabalho de reforma do telhado custaram mais de 200.000 euros, enquanto a cobertura de cobre e as decorações foram recebidas como doações da Itália.

O bispo da comunidade greco-católica de Oradea, Dom Virgil Bercea, disse por telefone à Agência Sir estar “chocado”. "Eu vi tudo", diz ele. "Eu estava em casa quando me chamaram para dizer que estava queimando o episcopado. Saí para a rua e vi aquela cena terrível. O telhado estava completamente envolvido pelas chamas. Os bombeiros chegaram, mas o fogo era tão grande que pareciam impotentes. Um drama".

Prédio histórico

 

A construção tem um grande valor simbólico para a comunidade greco-católica de todo o país. "Um símbolo para toda a comunidade de Oradea, rica em história e significado". Em 1948, com a abolição da Igreja Greco-Católica pelo regime comunista, o prédio foi confiscado e transformado em Escola de Artes e depois na Biblioteca da região de Bihor.

Mas a tragédia não é apenas para a comunidade greco-católica. O prédio está localizado no centro da cidade e a população, ao ver as chamas, saiu para a rua acompanhando aterrorizada o cenário de destruição. “A cidade inteira está sendo provada, mas está unida pela dor. Foram as lágrimas que extinguiram as chamas", diz o bispo.

Ecumenismo da solidariedade

 

A solidariedade foi imediata. Ortodoxos, protestantes, judeus disseram que estavam prontos para participar da reconstrução. "Estamos confiantes no bom Deus que nunca nos abandonou. Ele nos ajudará, juntamente com todas as pessoas de boa vontade ". (SIR)

 

28 agosto 2018, 11:44