Versão Beta

Cerca

Vatican News
Terremoto de magnitude 6.9 provocou mortos, feridos e destruição na Indonésia Terremoto de magnitude 6.9 provocou mortos, feridos e destruição na Indonésia  (ANSA)

Mensagem do Papa encoraja e apoia, diz oficial da Embaixada Indonésia

Mensagem do Papa "significa muito como apoio e é de encorajamento para todos os envolvidos no resgate e assistência", diz Oficial de Informação da Embaixada da Indonésia junto à Santa Sé, Wanry Wabang. Enquanto isso, organismos de solidariedades como Caritas e Save the Children levam assistência às vítimas do terremoto.

Jackson Erpen e Stefano Leszczynski - Cidade do Vaticano

Enquanto cresce de hora em hora o balanço das vítimas do terremoto de magnitude 6.9 que atingiu as ilhas de Bali e de Lombok na Indonésia, a mensagem de condolências enviada pelo Papa Francisco à Igreja e ao povo da Indonésia desperta grande emoção, como confirma o Oficial de Informação da Embaixada da Indonésia junto à Santa Sé, Wanry Wabang:

Estamos muito tocados pela mensagem que o Papa Francisco nos enviou. Trata-se de uma desgraça dramática, porque ocorreu em um dos locais mais conhecidos e famosos da Indonésia. Esta mensagem significa muito como apoio e é de encorajamento para todos os envolvidos no resgate e assistência, as equipe de resgate e todos os voluntários que trabalham na área de Lombok”.

Quais são os pedidos de ajuda que a Indonésia dirigiu à comunidade internacional?

O Presidente Joko Widodo já alertou todas as autoridades exortando-as a assistir os sobreviventes. Atualmente, a Cruz Vermelha Indonésia lançou um apelo para receber o suprimento de sangue dos quais há tanta necessidade e também de tudo o que pode servir aos sobreviventes, porque eles realmente precisam de tendas, alimentos e instrumentos para se comunicar”.

 

Um terremoto de menor intensidade já havia atingido o arquipélago em 29 de julho. A Indonésia encontra-se no chamado “Anel de Fogo”, a falha que circunda o Oceano Índico e onde estão quase metade dos vulcões em atividade no mundo em nível do mar. Os mortos são mais de 140 e centenas os feridos.  Inúmeros prédios e casas ficaram parcial ou totalmente destruídos após o sisma.

Caritas próxima à população

 

A Caritas Indonésia, em particular a da Diocese de Denpasar, Bali, ajuda a coordenar o socorro às vítimas. “A nossa equipe – afirma Yohanes Baskoro, responsável pelos projetos da Karina/Caritas Indonésia – está trabalhando desde 2 de agosto, logo após o terremoto precedente que há uma semana atingiu a mesma área”.

A prioridade é a distribuição de água, comida e kits higiênicos, enquanto já são avaliados os tipos de intervenções que serão necessários após a fase de emergência, o que inclui a reconstrução e projetos de desenvolvimento.

O diretor da Karina/Caritas Indonesia, padre Banu Kurnianto, diz estarem prontos para enviar reforços das Dioceses próximas para completar a obra de avaliação dos danos. “Estamos apoiando nossos colegas na área (...). A nossa equipe está pronta para dar um auxílio inclusivo a todos. Sempre recordamos isso quando interviemos em casos de emergência: os católicos na Indonésia são uma minoria. Mas justamente nestes casos somos chamados a mostrar a nossa identidade, que é a solidariedade”.

Save the Children

 

“Houve vários abalos secundários durante a noite, como referem nossos operadores no local, e as pessoas estão abaladas e traumatizadas, sobretudo as crianças que viveram o segundo terremoto em uma semana”, declarou Silverius Tasman da organização Yayasan Sayangi Tunas Cilik, parceira local da Save the Children, a Organização internacional que desde 1919 luta para salvar a vida de crianças e garantir a elas um futuro.

Um dos agentes da organização presente na Ilha Lombok, afirma que 8 em cada 10 casas foram destruídas ou gravemente danificadas. Somente neste local, os mortos até o momento são 98.

“Durante cada emergência, as crianças são as mais vulneráveis (...). Suas necessidades específicas devem ser levadas em consideração na resposta do Governo e das agências de socorro e ajuda que estão trabalhando. Nós lançamos uma trabalho específico e estamos enviando ao local gêneros de primeira necessidade. Continuaremos, no entanto, a levar ajuda imediata às crianças na área e assegurar a elas que estejam protegidas nestes momentos tão difíceis”.

Ouça e compartilhe!

Photogallery

A destruição nas Ilhas de Bali e Lombok, Indonésia
07 agosto 2018, 11:26