Versão Beta

Cerca

Vatican News
Diocese de Goiás tem longa caminhada de formação dos leigos Diocese de Goiás tem longa caminhada de formação dos leigos 

Dom Rixen: sem a participação dos leigos a Igreja não seria o que ela é

Bispo de Goiás, Dom Rixen diz que a Igreja no Brasil tem cerca de 500/600 mil catequistas, 90% leigos. Daí, a atenção com os leigos na diocese, tanto para o trabalho interno da Igreja, na pastoral, liturgia, catequese; quanto para sua atuação na sociedade, por exemplo, na política, nos sindicatos, na educação.

Raimundo de Lima - Cidade do Vaticano

Amigo ouvinte, na edição de hoje do quadro “O Brasil na Missão Continental” concluímos a participação do bispo da Diocese de Goiás, Dom Eugène Lambert Adrian Rixen, que esteve conosco estes dias neste espaço de formação e aprofundamento.

Igreja no Brasil celebra este 2018 o "Ano do Laicato"

Recordando que neste 2018 a Igreja no Brasil está celebrando o “Ano do Laicato”, destacamos que a Conferência de Aparecida – da qual nasceu a “Missão Continental” – insistiu muito sobre a formação dos leigos, cujo missão decorre do Batismo que os faz discípulos missionários de Jesus Cristo.

 

Nesse sentido, nosso convidado nos diz que a sua diocese tem uma longa caminhada de formação dos leigos, sem os quais, “a Igreja não seria o que ela é aqui no estado de Goiás”, afirma.

Dom Eugène Rixen destaca que a Igreja no Brasil tem cerca de 500/600 mil catequistas, 90% dos quais leigos. Daí, a atenção para com os leigos na diocese, tanto para o trabalho interno da Igreja, na pastoral, liturgia, catequese; quanto para sua atuação na sociedade, por exemplo, na política, nos sindicatos, na educação. Vamos ouvir (ouça na íntegra clicando aima).

23 agosto 2018, 17:08